Ações sociais


Marcelo Amil propõe abertura de linhas de microcrédito para autônomos

O candidato destacou que a garantia de direitos básicos para a população, em especial aos trabalhadores autônomos, é essencial

Segundo Amil, o microcréditos será uma oportunidade para a garantia de direitos básicos
Segundo Amil, o microcréditos será uma oportunidade para a garantia de direitos básicos | Foto: Divulgação

Manaus - Durante debate realizado pela TV Norte (SBT), o candidato a prefeito de Manaus Marcelo Amil (PCdoB), destacou as principais propostas do seu plano de governo para a capital amazonense. Ao ser questionado sobre as melhorias para o trabalho dos autônomos na cidade, o candidato afirmou que é necessária a abertura de linhas de microcrédito.

“O que muda a vida das pessoas são ações sociais. Para o flanelinha e para os outros autônomos é necessário garantir direito básicos como: moradia, trabalho, comida e segurança. Não tem como falar de empreendedorismo para quem não tem nem RG. É preciso trazê-lo para a sociedade fornecendo linhas de microcrédito”, respondeu Amil. 

Os microcréditos serão disponibilizados, com apoio da Prefeitura de Manaus, para quem quiser abrir um negócio ou já possui um micro ou pequeno negócio. Segundo Amil, essa será a oportunidade de muitos vendedores ambulantes investirem nos seus potenciais e deixarem as ruas para se dedicarem ao empreendedorismo.

Enquanto Marcelo falava sobre a sua história de vida como vendedor de bala de mangarataia nos semáforos, Alfredo Nascimento riu da situação e recebeu uma resposta direta do candidato do PCdoB.

“Você quer criticar políticos Alfredo? Eu entendo ouvindo essa sua falácia, quando você ria pelas minhas costas, quando eu estava falando que vendia bala de mangarataia. Eu trabalhei na rua, eu sei o que é trabalho, e eu sei como a gente pode mudar a vida das pessoas”, declarou Marcelo Amil. O adversário negou que tivesse zombado da trajetória humilde de Marcelo e se fez de desentendido.

 “A minha história de vida é igual a de muitos manauaras que enfrentam sol e chuva nas ruas para levar o pão de cada dia para casa. Poucos conseguem fazer uma faculdade para ter uma profissão, por isso, nós precisamos respeitar e dar oportunidades a essas pessoas. Eu me orgulho da minha história, foi ela que me tornou quem eu sou hoje”, destacou Amil após o embate.

No decorrer do debate, foi a vez do candidato Coronel Mendes questionar Marcelo sobre emprego e renda. Amil destacou uma das suas principais propostas de campanha: a reconstrução do Shopping Cecomiz, na Zona Sul de Manaus. 

“O município tem que garantir renda para a população da nossa cidade, que está sofrendo com o desemprego. E uma maneira de fazer isso é a reconstrução do shopping Cecomiz e a criação de espaços culturais. Investimentos como esse fazem dinheiro girar e as áreas que forem contempladas vão sentir a melhora na qualidade de vida”, respondeu o candidato.

Na ocasião, Amil ainda alfinetou o adversário sobre a falta de iniciativa para a reconstrução da área, que pode gerar até 5 mil empregos diretos e indiretos.

“O senhor foi superintendente da Suframa e não houve qualquer ação sua no sentido de garantir que os lojistas do Cecomiz pudessem reconstruir a área - que foi destruída, tendo a segurança jurídica para trabalhar. Vamos nos dirigir ao Governo Federal para negociar, e se tiver quer ser fiador da dívida que há entre os lojistas, nós seremos”.

Marcelo Amil se manteve calmo e interessado em responder as perguntas dos outros candidatos. 

“Acho que o debate é a porta para população ver quem tem as melhores propostas para a cidade. Eu quero ter uma gestão participativa, ouvindo quem de fato entende dos problemas e tem soluções viáveis para Manaus.  O conselho será  constituído de mestres e estudiosos sobre os problemas da cidade. Pessoas que vivem aqui e querem mudança para a cidade. Eu peço um voto de confiança para o povo”.

*Com informações da assessoria

Leia Mais:

Amil diz que lazer deve ser uma das prioridades da Prefeitura

'Sou a prova de que oportunidades mudam vidas', diz Marcelo Amil

Marcelo Amil diz que irá garantir os direitos dos servidores públicos