Atenção Básica


Romero reafirma proposta de ampliação do atendimento de UBSs

Caso eleito, o candidato afirmou que os postos de saúde vão funcionar todos os dias e com tecnologia

Romero afirmou ainda a necessidade de trabalhar com sistema de prevenção
Romero afirmou ainda a necessidade de trabalhar com sistema de prevenção | Foto: Divulgação

Manaus - Com propostas de modernização da Atenção Básica, o candidato a prefeito de Manaus Romero Reis (Novo) destacou, durante debate da TV Norte (SBT), nesta sexta-feira (6), seu projeto de ampliar o horário de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Manaus, para sete dias da semana, de 7h às 19h.

“Na minha administração, postos de saúde vão funcionar 7 dias na semana, com clínico geral, com pediatria, com ginecologistas, com fisioterapeutas, com dentistas. As pessoas que forem atendidas terão um prontuário eletrônico de atendimento. Todos os seus exames e seu histórico médico estarão ao alcance do médico que for lhe atender, de qualquer unidade básica de saúde que ele estiver”, disse sobre o sistema que pretende implantar nas UBSs.

Romero lembrou que está expresso na Constituição Federal Brasileira que é responsabilidade do município cuidar da saúde básica, ao invés de promessas de construir hospitais. 

“O que vai resolver os graves problemas de Manaus não é construção de hospital. A Prefeitura é voltada para o atendimento primário. A Organização Panamericana de Saúde esteve aqui em plena pandemia que levou milhares à morte e sepultamento coletivo e constatou que a máquina da saúde pública falhou. Como devíamos ter feito? Com prevenção, através do fortalecimento de postos de saúde. Isso está previsto na constituição. A determinação do município é fazer saúde primária”, disse o candidato do NOVO.

Romero lembrou um triste estatística municipal: a cada 1.000 bebês nascidos em Manaus, 14 morrem antes de completarem um ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), praticamente o dobro da média nacional, que é de 7 mortes. A mortalidade infantil está atribuída à precária cobertura da saúde pública.

Romero Reis, lembrou que o adversário no duelo, que é deputado federal, teve R$ 19 milhões em emendas impositivas e não destinou os recursos para ações na cidade de Manaus, como na saúde básica. 

“Você teve R$ 19 milhões em emendas impositivas e não colocou nada na saúde. 

Temos que colocar postos de saúde para funcionar todos os dias, com médicos e remédios”, em resposta a especulações sobre privatização do Sistema Único de Saúde (SUS).

 “Vamos deixar de fazer políticas baratas com base ideologias retrógradas. Isso não vai resolver os graves problemas da cidade”, respondeu durante o duelo de candidatos, no segundo bloco do debate.

*Com informações da assessoria

Leia Mais:

Romero Reis recebe Medalha da Vitória contra o coronavírus

Romero diz que geração de emprego e renda será sua prioridade

Candidatos participam de debate do Grupo Norte de Comunicação