Eleições 2020


Veja os horários, regras e cuidados para a votação deste domingo (15)

Todas as regras para o dia da eleição foram estabelecidas por médicos dos hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein e Fiocruz

 

| Foto: Divulgação

Devido a pandemia causado pela covid-19, a organização e a realização das eleições municipais de 2020 tiveram mudanças em seu período de votação.

Nesse ano, as eleições que eram previstas para outubro, serão realizadas no dia 15 de novembro (domingo) e, em locais que houver o segundo turno, no dia 29 do mesmo mês.

Outra alteração importante é em relação ao horário de votação. Os eleitores poderão comparecer às urnas de 7h às 17h, sendo o período entre 7h e 10h preferencial para pessoas acima de 60 anos que compõem o grupo de risco da doença.

A opção por antecipar o início da votação se justifica por dois fatores principais. Em primeiro lugar, uma análise estatística realizada apontou que a maior movimentação de eleitores no dia da eleição tradicionalmente se dá durante o período da manhã. Por último, diversos municípios brasileiros e locais de votação de difícil acesso apresentam dificuldades de segurança e/ou logística que tornariam inviável o término da votação após o pôr do sol ou em horário mais avançado.

Documentação e aplicativo e-Título

Conforme informado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é preciso levar um documento com foto e o título de eleitor. É possível substituir o título em papel pela versão digital, disponível pelo aplicativo e-Título, disponível tanto para Android quanto para iOS.

Além de informações como nome, número do título e zona, seção e cidade de votação, o aplicativo traz outras funcionalidades. Por ele é possível consultar a situação eleitoral, bem como acessar as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais.

Também é possível usar o e-Título para encontrar locais para justificar a ausência no dia da eleição e, este ano, permite que os eleitores se cadastrem como mesários voluntários.

Lembretes:

Se estiver com febre ou se tiver tido Covid-19 nos 14 dias antes da votação, fique em casa;

Não esqueça a “cola” com os números dos candidatos para votar mais rápido;

Confirme o local de votação e seção;

No caminho até o local de votação, tente manter distância mínima de um metro e evite veículos cheios;

Saia de casa com a máscara, item obrigatório em todas as seções eleitorais;

Se possível, não leve crianças e acompanhantes;

Se possível, leve sua própria caneta para evitar contato com objetos.

Cuidados no local de votação:

Mantenha distância mínima de 1 metro;

É proibido o uso do celular dentro da cabine de votação;

Não é permitido se alimentar, beber ou fazer alguma atividade que exija retirada da máscara;

Se tossir ou espirrar, use a parte interna do cotovelo ou um lenço;

Limpe as mãos com o álcool em gel que será disponibilizado em todas as seções antes e depois de votar;

Evite cumprimentos, abraços e apertos de mão. Não toque no rosto.

Passo a passo do voto:

Entre na seção eleitoral e fique na frente da mesa;

Mostre seu documento oficial com foto em direção ao mesário;

Após o mesário ler em voz alta o seu nome, confirme quem é você;

Em alguns casos específicos, o mesário pode pedir para o eleitor se afastar da mesa e retirar a máscara para reconhecimento;

Guarde seu documento;

Limpe as mãos com álcool em gel;

Assine o caderno de votação;

Se precisar do comprovante de votação, solicite ao mesário;

Quando a urna for liberada, dirija-se à cabine de votação;

Digite os números dos seus candidatos;

Na saída, limpe as mãos com álcool em gel novamente.

Mesários:

No dia da eleição, a Justiça Eleitoral fornecerá máscaras de proteção em quantidade suficiente para que sejam substituídas a cada 4 horas, viseiras plásticas (face Shields), álcool em gel para higienização das mãos, álcool 70% para higienização de superfícies e objetos.

Os Tribunais Regionais Eleitorais poderão, se julgarem necessário, definir turnos ou outra forma de rotação para o trabalho dos mesários, desde que, a todo tempo, permaneçam, no mínimo, três mesários em cada seção eleitoral.

Para justificar ausência:

Caso esteja fora do domicílio eleitoral no dia da eleição, o eleitor pode justificar a ausência pelo celular, através o e-Título.

É possível justificar em até 60 dias após cada turno, apresentando documentos que comprovem o motivo da falta. É possível realizar tanto pelo aplicativo quanto no site ou em um cartório eleitoral.

Todas as regras para o dia da eleição foram estabelecidas por médicos dos hospitais Sírio Libanês, Albert Einstein e Fiocruz.

*Com informações do site Metrópoles

Leia mais: 

Saiba o que é permitido e o que é proibido no dia da votação

Partidos com pouca visibilidade podem não conseguir lugar neste pleito

Eleitor poderá justificar ausência pelo celular