Fonte: OpenWeather

    Eleições 2020


    Wilson Lima vota e defende parceria com próximo prefeito de Manaus

    Wilson Lima reafirmou que sua gestão sempre priorizou o diálogo, independentemente de bandeira partidária

    Wilson Lima reafirmou que sua gestão sempre priorizou o diálogo, independentemente de bandeira partidária
    Wilson Lima reafirmou que sua gestão sempre priorizou o diálogo, independentemente de bandeira partidária | Foto: Diego Peres/Secom

    Manaus - Ao registrar o voto no segundo turno das Eleições Municipais 2020, neste domingo (29), na Escola Estadual Sant’Ana, zona centro-sul, o governador Wilson Lima destacou que o Governo do Estado quer parceria com o próximo prefeito eleito para, em 2021, avançar em ações de melhoria em áreas essenciais para a população de Manaus. 

    “Amanhã eu estarei de braços abertos para receber o próximo prefeito de Manaus, para que a gente possa já começar a construir as estratégias para o ano de 2021”, destacou o governador, que estava acompanhado da primeira-dama, Taiana Lima.

    Wilson Lima reafirmou que sua gestão sempre priorizou o diálogo, independentemente de bandeira partidária, com o intuito de avançar nas frentes de trabalho.

    “O Estado do Amazonas sempre esteve aberto para as parcerias. Eu sempre fui um homem do diálogo, e sempre estive à disposição para fazer parcerias com todas as prefeituras do estado do Amazonas'', afirmou Wilson Lima.

    Tranquilidade no pleito 

    Wilson Lima também ressaltou que o trabalho das forças de segurança vem garantindo a tranquilidade de todos os cidadãos nesse pleito.

    “Em diálogo com o secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, o pleito corre dentro da normalidade, com nenhum episódio de grande relevância; a maioria dos crimes está relacionada à questão da Lei Seca. Então a gente espera que o dia todo transcorra dessa forma”, contou.

    Para garantir a tranquilidade neste segundo turno das eleições, mais de 4 mil agentes da segurança pública foram empregados no pleito.

    Os trabalhos envolvem a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Polícia Militar (PMAM), a Polícia Civil (PC-AM), o Corpo de Bombeiros Militar (CBMAM) e o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

    Segundo a SSP-AM, até o momento, a capital registra 80 crimes eleitorais nesse segundo turno, todos relacionados ao descumprimento da Lei Seca.

    Vistorias da Central Integrada de Fiscalização e da Polícia Civil fecharam 79 bares na capital. Hoje pela manhã, houve o fechamento de outro bar no bairro Tancredo Neves, zona norte.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Próximo prefeito pode ter dificuldades para realizar promessas

    David e Amazonino disputam eleitores de candidatos derrotados

    Com 25 vereadores novatos, CMM tem mais de 60% de renovação