Fonte: OpenWeather

    Eleições


    Pela primeira vez, PT não elege prefeito em capitais

    Desde 2018, o resultado das eleições já via guinando para os partidos de direita

    | Foto: AFP/HEULER ANDREY

    Desde a sua redemocratização, essa é a primeira vez que o Partido dos Trabalhadores (PT), não elege nenhum prefeito nas capitais brasileiras. Em 2018, o resultado das eleições já via guinando para os partidos de direita. 

    O PT tinha altas expectativas nos candidatos de Recife, Marília Arraes e João Coser, em Vitória. Porém, ambos foram derrotados no segundo turno, fazendo com que o partido perdesse a influência e o comando das capitais do país.

    Apoiados pelo ex-presidente Lula, Manuela D’Ávila, do PCdoB, em Porto Alegre, e Guilherme Boulos (PSol), em São Paulo, também perderam as eleições no segundo turno.

    O ano que o partido conseguiu eleger mais candidatos à prefeitura foi em 2004, mesmo período que Lula estava no primeiro mandato da Presidência. Nove prefeitos foram elegidos. Em contra partida, a partir de 2016 o número de candidatos foi caindo, elegendo apenas Marcus Alexandre em Rio Branco (AC).

    Leia mais: 

    Edmilson Rodrigues, do PSOL, é eleito prefeito de Belém (PA)

    Vereadores reeleitos podem enfrentar cobranças de eleitores exigentes

    Deputado cobra aterro sanitário no município de Fonte Boa