Fonte: OpenWeather

    Auxílio


    Vereador defende permanência do auxilio emergencial federal para o AM

    O vereador Eduardo Alfaia (PMN) defendeu nesta sexta-feira (29) a permanência do pagamento do auxílio emergencial do governo federal no Amazonas

     

    Segundo dados da Defensoria Pública da União, o Amazonas tem uma das maiores taxas de desemprego
    Segundo dados da Defensoria Pública da União, o Amazonas tem uma das maiores taxas de desemprego | Foto: Divulgação

    O vereador Eduardo Alfaia (PMN) defendeu nesta sexta-feira (29) a permanência do pagamento do auxílio emergencial do governo federal no Amazonas, como forma de assistir as famílias carentes do estado, levando em conta que a crise sanitária, provocada pela Covid-19, tem ocasionado diversas instabilidades econômicas que afetaram principalmente a população de baixa renda.

    “Precisamos pensar em medidas de urgência para darmos amparo a quem mais precisa. Muitas pessoas ficaram sem sua fonte de renda devido ao decreto de isolamento social e é nossa função, como representantes do poder público, pensar em políticas de garantia do bem-estar da população”, afirma o parlamentar.

    Segundo dados da Defensoria Pública da União, o Amazonas tem uma das maiores taxas de desemprego (18,8%, em novembro), sendo que 56,8% da população está apta a receber o auxílio emergencial do governo federal.

    Diante desse cenário, Eduardo Alfaia pretende iniciar uma ação coletiva entre a sociedade civil organizada, os legislativos municipal, estadual e federal, além de outros políticos, para propor uma articulação junto ao governo federal visando a prorrogação desse Auxílio, nos moldes que foram propostos em 2020, principalmente para a cidade de Manaus.

    “Diante dessa situação de calamidade pública, não podemos ser omissos. Acredito que se nos unirmos, podemos discutir soluções que viabilizem o giro da economia”, propõe.

    Cronologia do Auxílio

    O Auxílio Emergencial foi uma estratégia desenvolvida pelo Governo Federal, para amparar os cidadãos em meio a pandemia da Covid-19, que se alastrou durante o ano de 2020. Milhões de brasileiros, pertencentes a critérios familiares, sociais e econômicos preestabelecidos, receberam o benefício de maio a dezembro do mesmo ano, distribuído em parcelas de R$1,2 mil, R$ 600 e R$ 300.

    Em janeiro de 2021, a Câmara Municipal de Manaus votou, por unanimidade, a favor da criação da versão manauara do auxílio, um benefício de R$ 200 que serão pagos 40 mil famílias de extrema vulnerabilidade na cidade.

    Do mesmo modo, governo do Amazonas promulgou a ajuda de R$ 200,00 para 100 mil famílias no estado, em um período de três meses. Para receber, é necessário está no Cadastro Único do governo federal. O cartão será de uso exclusivo para a compra de alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais:

    Vereador Carpê Andrade vota a favor do 'Auxílio Manauara'

    Vereadores alertam sobre falsos cadastros para Auxílio Manauara

    Dólar recua para R$ 5,32 após divulgação de ata do Copom