Fonte: OpenWeather

    Amazonas


    Unidades móveis de castração chegam a Manaus, diz deputada Joana Darc

    Os castramóveissão equipados para a realização dos procedimentos cirúrgicos em animais. Saiba mais:

     

    O objetivo da iniciativa é promover o controle populacional de animais domésticos
    O objetivo da iniciativa é promover o controle populacional de animais domésticos | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - A primeira, das três unidades móveis de castração, adquiridas com recursos de emendas impositivas destinadas pela deputada e Joana Darc (PL), já se encontram em Manaus. Os equipamentos aguardam os procedimentos de liberação e autorização de funcionamento e em breve realizará a esterilização de cães e gatos de maneira gratuita, na capital.

    De acordo com a assessoria de Joana Darc, no total foram adquiridas três unidades de castração. Duas serão coordenadas pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e outra será usada na execução do Programa Estadual de Bem-estar Animal e Fauna Doméstica da Fundação Amazônia Sustentável (FAS), em parceria com a SEMA. 

    A chegada dos Castramóveis marca um novo momento na causa animal do Amazonas: “A criação desse projeto demandou tempo e não foi nada fácil. Não havia uma política pública de proteção animal. Hoje, estamos entregando o que sonhamos lá atrás.”, disse a deputada. 

    Os castramóveis tem capacidade para atender dois animais simultaneamente e já são equipados com todos os instrumentos e insumos necessários para a realização dos procedimentos cirúrgicos.

     

     

    A chegada dos Castramóveis marca um novo momento na causa animal do Amazonas
    A chegada dos Castramóveis marca um novo momento na causa animal do Amazonas | Foto: Divulgação

     

    Por que se deve castrar os animais?

    O objetivo da iniciativa é promover o controle populacional de animais domésticos, através do procedimento de castração, que além de evitar a procriação, oferece diversos benefícios à saúde física e mental dos animais, dos quais podemos destacar:

    - Em fêmeas, o procedimento diminui o risco de câncer de mama. E quanto mais cedo, melhor: 99% das cadelas castradas antes do primeiro cio não desenvolvem a doença. Já em gatas, a castração reduz as chances de câncer de mama entre 40% a 60%.

    - Em machos, a castração reduz a frustração sexual e a necessidade de sair em busca de “namoradas”. Ao mesmo tempo, isso diminui o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.

    Leia mais:

    Amazonas registra 826 casos de acidentes com animais peçonhentos

    Gato corajoso desafia serpente mortal à beira de estrada; veja vídeo

    Vídeo: baleia bate em embarcação e quase devora homem; veja