Fonte: OpenWeather

    Meio ambiente


    Assembleia aprova Projeto de Lei sobre licenciamento ambiental

    O PL estabelece prazos para concessão ou renovação de licenciamento ambiental

     

     

    Durante encaminhamento de votação o deputado defendeu ainda que o Ipaam seja urgentemente reestruturado, principalmente no que diz respeito a recursos humanos
    Durante encaminhamento de votação o deputado defendeu ainda que o Ipaam seja urgentemente reestruturado, principalmente no que diz respeito a recursos humanos | Foto: Divulgação

    Manaus - Nesta quarta-feira (07), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi aprovado o Projeto de Lei que estabelece prazos para concessão ou renovação de licenciamento ambiental. Segundo o autor da proposta, deputado Tony Medeiros (PSD), o Estado tem o dever de proteger o meio ambiente, no entanto, não se admite que a demora na realização de vistorias e estudos  de impacto ambiental sirva de entrave no desenvolvimento econômico e na implantação de novos empreendimentos.

    "

    Já disse e repito que as questões ambientais, assim como a regularização fundiária, são os dois grandes entraves para o desenvolvimento do Estado. Oitenta por cento da economia dependem do licenciamento, por isso, propus essa Lei que vai assegurar prazos para que o órgão licenciador, no caso o Ipaam, garanta a finalização do processo de licenciamento "

    , afirmou Tony

     

    Durante encaminhamento de votação o deputado defendeu ainda que o Ipaam seja urgentemente reestruturado, principalmente no que diz respeito a recursos humanos.  “Tenho plena consciência de que o órgão está precisando de uma reestruturação, pois as demandas são muitas e são poucos os servidores para dar conta de um estado continental como é o Amazonas. Com mais servidores motivados vamos caminhar a passos longos para que o destravamento ambiental seja uma realidade”, completou o parlamentar.

      Conforme o Projeto de Lei fica estabelecido que pedidos para empreendimentos de baixo impacto ambiental o prazo é de 30 dias. De médio impacto, 60 dias e de alto impacto, 90 dias. Os prazos passarão a vigorar a partir do protocolo que solicita a concessão ou a renovação do licenciamento ambiental. Se caso o prazo não for cumprido pelo Ipaam, ficam os pedidos automaticamente aprovados.  

    O projeto de Lei agora vai à sanção do governador.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    À CPI, fiscal nega irregularidades em contrato da Covaxin

    Após semana agitada, CPI da Covid revela novas irregularidades

    CPI da Covid ouve ex-diretor da Saúde acusado de pedir propina