Fonte: OpenWeather

    Gasolina


    Motoristas fazem manifestação em Manaus contra aumento de gasolina

    O protesto ocorreu nesta quinta-feira (29) e contou com a participação de cerca de 700 motoristas de aplicativos de transporte ou não, mototaxistas e motoboys.

     

    Os manifestantes iniciaram a rota na Avenida do Samba, no bairro Alvorada, e seguiram pelas avenidas Constantino Nery, Djalma Batista, Brasil até finalizar na Ponta Negra. O ato teve início por volta das 15h30 e encerrou pouco depois das 19h.
    Os manifestantes iniciaram a rota na Avenida do Samba, no bairro Alvorada, e seguiram pelas avenidas Constantino Nery, Djalma Batista, Brasil até finalizar na Ponta Negra. O ato teve início por volta das 15h30 e encerrou pouco depois das 19h. | Foto: Divulgação


    Manaus  (AM) - Nesta quinta-feira (29), uma manifestação contra o aumento simultâneo do preço da gasolina ocorreu na capital do Amazonas. Com a organização do vereador Rodrigo Guedes (PSC) e de motoristas de aplicativos, o ato contou com a participação de cerca de 700 motoristas de aplicativos de transporte ou não, mototaxistas e motoboys.

    Os manifestantes iniciaram a rota na Avenida do Samba, no bairro Alvorada, e seguiram pelas avenidas Constantino Nery, Djalma Batista, Brasil até finalizar na Ponta Negra. O ato teve início por volta das 15h30 e encerrou pouco depois das 19h. Para o vereador Rodrigo Guedes este foi um ato histórico contra o cartel da gasolina em Manaus e o alto preço dos impostos sobre o combustível.

    "

    Não significa que amanhã o preço vai baixar necessariamente. O sistema é poderoso e se protege. Significa que não aceitaremos calados, fomos à luta para deixar claro que não aceitamos as coisas como estão e a omissão de quem deveria fazer algo pela população "

    , defendeu o parlamentar.

     

    Para Rodrigo Guedes é necessário que os órgãos de fiscalização atuem contra este tipo de ação coordenada que, além de ser criminosa, apenas prejudica os consumidores.

    “É um sistema muito mais forte do que podem imaginar! Mas continuamos dizendo basta aos impostos sobre a gasolina, gás de cozinha, que precisam baixar. As autoridades criminais precisam combater o cartel, investigar, por exemplo. O que não pode continuar são as coisas do jeito que estão”, afirmou.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    MPF exige estudos de licenciamento ambiental para a BR-319

    Ministério da Saúde lança campanha pelo aleitamento materno

    Legislativo estuda punição para "sommeliers" de vacina