Fonte: OpenWeather

    Ato Bolsonarista


    Autorizada manifestação de 7 de setembro na Ponta Negra em Manaus

    O vereador Carpê Andrade (Republicanos) exibiu o ofício do órgão municipal nas redes sociais e convocou os simpatizantes da direita ao evento

      

    O vereador Carpê Andrade (Republicanos) aproveitou o momento para convocar simpatizantes da direita ao evento na Ponta Negra
    O vereador Carpê Andrade (Republicanos) aproveitou o momento para convocar simpatizantes da direita ao evento na Ponta Negra | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Em meio ao clima de incertezas envolvendo um "racha" no movimento de direita do Amazonas, conforme destacado pela série de reportagens do EM TEMPO, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) liberou, nesta sexta-feira (3), o ato bolsonarista que ocorrerá na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, no feriado do 7 de setembro, às 15h. O vereador Carpê Andrade (Republicanos) retirou o ofício nº 11/2021 na Prefeitura de Manaus e exibiu o documento em suas redes sociais. 

    "

    Acabei de pegar a autorização para realização do evento no dia 7 de setembro às 15h. Quero convidar todas as pessoas de família e movimentos de direita que não estão satisfeitos com o rumo que o país está tomando. Vamos gritar pela independência e nossos direitos, o Brasil não pode se tornar uma ditadura "

    , disse o parlamentar.

     
     
    O documento de liberação emitido pelo Implurb nesta sexta-feira (3)
    O documento de liberação emitido pelo Implurb nesta sexta-feira (3) | Foto: Divulgação

    Além do vereador, o ato também é encabeçado por outras figuras políticas da direita amazonense, como o empresário Romero Reis (sem partido). Segundo ele, as manifestações no bairro nobre de Manaus já contavam com as "bençãos" do presidente do Implurb, Carlos Valente.

    "Acabei de falar com o presidente do Implurb e ainda hoje será expedida a nossa autorização para o evento na Ponta Negra. De uma forma muito ordeira e, logicamente, respeitando as medidas sanitárias contra a Covid-19", disse o ex-candidato à prefeitura de Manaus no dia 24 de agosto, mais de uma semana antes da liberação oficial do órgão municipal.
    Até o dia 31 de agosto, no entanto, o EM TEMPO apurou que, apesar da confirmação dos organizadores, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) negava o acerto, comunicando à reportagem que o ato na Ponta Negra ainda estava "sob análise". 

    Direita manauara "racha"

      Ao mesmo tempo, outra manifestação pró-Bolsonaro organizada pelo também ex-candidato a prefeito de Manaus, Coronel Menezes, já contava com regularização prévia para ocorrer na Praça do Congresso, Centro de Manaus. Como destacado pela equipe de reportagem na última semana, os dois atos que ocorrerão no 7 de setembro em Manaus, visando demonstrar apoio ao atual governo, não conversam entre si.  

    Segundo os líderes, o ato reivindicará, principalmente, a "liberdade" que, segundo os apoiadores do presidente, está em perigo devido às ações recentes do Supremo Tribunal Federal (STF). Para Menezes, os eventos na capital deveriam 'conversar', porém os responsáveis pelo ato na Ponta Negra não se dispuseram ao diálogo.

    "Não sei exatamente de quem partiu a decisão para que os eventos não se unissem. Certamente de alguém que não tem luz e deseja aparecer. A ideia principal era juntar os dois eventos, para mostrarmos o maior apoio possível ao presidente. A nossa liberdade está em xeque, temos que fazer algo", disse, afirmando que sua proposta sempre foi de unir as manifestações.

    Leia mais:

    "Será liberado", diz Romero Reis sobre ato bolsonarista na Ponta Negra

    Sem liberação do Implurb, bolsonaristas confirmam ato na Ponta Negra

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8