Fonte: OpenWeather

    Educação


    Projeto de Lei exige contratação de professores via concurso público

    O PL 5717/2019 tenta combater a prática de Estados e municípios de contratar professores temporários. O objetivo é dar estabilidade aos profissionais da educação

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - O projeto pretende assegurar a contratação definitiva pelos entes de pelo menos 90% dos professores. De autoria do deputado federal Sidney Leite (PSD), ele defendeu a aprovação do seu Projeto de Lei (PL) 5717/2019 na Comissão de Educação da Câmara, em Brasília, nesta quarta-feira (22).

    “Estive, na semana passada, no município de Manicoré, e lá fui abordado por um grupo de alunos finalistas que alegaram estar sem professor. Essa é uma realidade em todo o meu estado. E estão assim não por faltar recurso, e sim porque a legislação é ineficiente. Precisamos sanar essa demanda, e por isso peço que o projeto seja votado o mais rápido possível.

      De acordo com as justificativas do PL, a prática de contratar professores temporários para suprir uma necessidade imediata é comum entre os Entes da Federação. Porém, a mesma prática “tem efeitos negativos sobre a qualidade da educação [...], em função da rotatividade de profissionais, do menor treinamento recebido pelos profissionais, e do menor grau de comprometimento desses profissionais vis-à-vis aqueles cuja contratação é definitiva.”  

    Caso o Projeto seja aprovado, os entes afetados terão até o dia 24 de junho de 2024 para se adequar a nova legislação.

    *Com informações da Assessoria

    Leia mais:

    "Puxadinho": Câmara cumpre liminar, mas irá recorrer da suspensão

    Roberto Cidade ressalta importância de abrir CPI da Amazonas Energia

    Aprovado PL que obriga divulgar lista de espera em creches de Manaus


    Comentários