Fonte: OpenWeather

    Eleições Coari


    TRE-AM define juíza Juline Neres como auxiliar das eleições em Coari

    Neres também será responsável pelo processamento e julgamento das respectivas representações e reclamações no período da campanha eleitoral em Coari

     

     Juíza de direito, Juline Rossendy Rosa Neres, titular do 1º Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Coari
    Juíza de direito, Juline Rossendy Rosa Neres, titular do 1º Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Coari | Foto: Divulgação

    MANAUS (AM) - O Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Wellington Araújo, designou a juíza de direito, Juline Rossendy Rosa Neres, titular do 1º Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), para atuar como juíza auxiliar da fiscalização da propaganda eleitoral na cidade.

    Rossemdy Neres também será responsável pelo processamento e julgamento das respectivas representações e reclamações no período de 6 de novembro a 5 de dezembro de 2021, data que ocorrerá a eleição para prefeito e vice.

    De acordo com o presidente da Corte Eleitoral, o TRE-AM não tolerará qualquer tipo de ilícito eleitoral, devendo os candidatos pautarem suas campanhas na demonstração de seus planos para a gestão da administração municipal, no cumprimento do mandato ao qual pleiteiam. 

    Campanha Eleitoral 

    A campanha eleitoral em Coari começa neste sábado, 6. A resolução TRE-AM n. 24/2021 define que a propaganda eleitoral da eleição suplementar será regulada, no que couber, pela Resolução TSE nº 23.610/2019 e pela Lei n° 9.504/97, exceto pelo fato de que, devido ao exíguo período, não haverá propaganda eleitoral gratuita em rádio e televisão, sendo admitidos todos os demais meios legalmente previstos.

    Segurança das Eleições

    O Presidente do TRE-AM, Desembargador Wellington Araújo se reuniu com o Secretário de Estado de Segurança Pública, General Carlos Mansur, além de comandantes das forças de segurança do Estado do Amazonas, para definir as ações na área de segurança, com vistas a proporcionar tranquilidade às eleições suplementares que ocorrerão no município.

    O Desembargador Wellington Araújo presidiu a reunião, na qual o Secretário e os Comandantes explicaram os planejamentos para a atuação de cada instituição de segurança.

    O Secretário de Segurança explicou que já existe um planejamento que estabelece o deslocamento de 140 Policiais Militares, que reforçarão o efetivo de 56 policiais já existente na cidade.

    A polícia civil também aumentará o efetivo e terá a missão de receber as denúncias de crimes eleitorais, enviando ao Ministério Público, que definira aquelas que serão objeto de apuração pela polícia.

    Os bombeiros estarão de prontidão e realizarão vistoria nos locais de votação e nas bases de envio de mídia.


    Leia mais:

    Jornalista é proibida de entrar em Fórum Eleitoral de Coari

    Eleições em Coari: Parlamentares oficializam apoio a Robson Tiradentes

    Coari: TSE forma maioria e mantém cassação de Adail Filho


    Comentários