Fonte: OpenWeather

    Caso Queiroz


    Wassef admite que abrigou Queiroz por razões humanitárias

    Ele conversou com a repórter Débora Bergamasco um dia depois de deixar a defesa do senador Flávio Bolsonaro

    Wassef negou ser a pessoa identificada como "anjo" nas conversas entre Queiroz e a mulher
    Wassef negou ser a pessoa identificada como "anjo" nas conversas entre Queiroz e a mulher | Foto: Divulgação

    O advogado Frederick Wassef cedeu entrevista exclusiva ao SBT Brasil nesta segunda-feira (22). Nela, o advogado afirmou que abrigou Fabrício Queiroz, ex-assessor do filho do presidente da República, por "questões humanitárias". Queiroz foi preso na última quinta-feira (18), na casa de Wassef em Atibaia, interior de São Paulo.

    "O que eu tenho para dizer é o seguinte: jamais escondi Fabrício Queiroz", disse Wassef. "Ele estar lá não é nenhum crime, nenhum ilícito, não é obstrução de justiça, não há nenhuma irregularidade".

    Questionado se foi por uma questão humanitária que ele manteve o ex-assessor em sua casa, o advogado afirmou que sim. "Também foi uma questão humanitária. Porque é uma pessoa que está abandonada, uma pessoa sem recursos financeiros, uma pessoa com problemas de saúde e que o local era perto".

    Wassef negou ser a pessoa identificada como "anjo" nas conversas entre Queiroz e a mulher, Márcia, interceptadas durante investigações. Segundo o Ministério Público, o "anjo" teria ajudado na ocultação de Queiroz.

    Em comunicado publicado em sua conta no Twitter no último domingo (21), o senador Flávio Bolsonaro revelou que Frederick Wassef não é mais seu advogado de defesa. Na rede social, Flávio elogiou o advogado e disse que "ele não fez nada de errado". A decisão para que saísse da defesa do senador partiu do próprio Wassef, por acreditar que estava sendo usado para prejudicar o cliente e Jair Bolsonaro. Agora, ele será substituído por Rodrigo Roca, que já defendeu o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

    Veja o vídeo:

    Leia mais:

    Advogado Frederick Wassef deixa defesa do senador Flávio Bolsonaro

    Justiça nega pedido de prisão domiciliar a Fabrício Queiroz

    Advogado que escondia Queiroz foi à posse do novo ministro em Brasília