Fonte: OpenWeather

    Auxílio de mil reais


    Bolsonaro diz na ONU que brasileiros receberam mil dólares de auxílio

    Na conversão da moeda americana, com o dólar a 5,48, cada brasileiro deveria receber R$ 5.481,20 durante os meses, o que não é a realidade

    De abril a agosto, cada brasileiro recebeu R$ 3 mil, com 600 reais por mês.
    De abril a agosto, cada brasileiro recebeu R$ 3 mil, com 600 reais por mês. | Foto: Divulgação/Agência Brasil

    Manaus – O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nesta terça-feira (22) que os brasileiros receberam um auxílio emergencial de aproximadamente mil dólares. A afirmação fez parte de seu discurso durante a 75ª conferência das Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), com representantes de 193 países.

    No entanto, a Caixa Econômica Federal transferiu, durante os cinco meses, cerca de R$ 201,3 bilhões para 67,2 milhões de brasileiros. De abril a agosto, cada brasileiro recebeu R$ 3 mil, com 600 reais por mês. Na conversão da moeda, com o dólar a 5,48, cada brasileiro deveria receber R$ 5.481,20 durante os meses.

    No entanto, as mães, que não contam com o parceiro para cuidar dos filhos, receberam o dobro do valor do auxílio, contabilizando R$ 6 mil. A soma equivale a 1.093,17 dólares na cotação do dia.  

    Discurso geral

    Bolsonaro abriu o discurso lamentando as mortes ocasionadas pelo novo coronavírus. Ainda falou sobre as medidas que o Governo Federal realizou para combater a Covid-19 no País.

    Em seu discurso, fez um apelo à liberdade religiosa contra a cristofobia. Parabenizou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pelo plano de reaproximação e resolução de conflitos entre israelitas e palestinos, após sete décadas de conflitos.  Disse também que o Brasil é um país cristão e conservador.

    O presidente mencionou que o Amazonas é um Estado rico. Sobre as queimadas, afirmou que a floresta é úmida e que não propaga o fogo no interior. Que as queimadas acontecem por conta do caboco e o índio que utilizam para sobreviver em áreas já desmatadas. E declarou também que os incêndios criminosos são combatidos. Porém, confessou ser difícil controlar os focos, levando em conta que a Amazônia é maior do que a Europa Ocidental.


    Leia mais:

    Confira o discurso de Bolsonaro na 75ª Assembleia Geral da ONU

    Josué afirma que visita de Mike Pompeo demonstra apoio de Bolsonaro

    BR-319: Manaus mais próxima da integração com o resto do Brasil