Eleições 2020


Eduardo Bolsonaro volta a defender voto impresso

O autor do ataque ainda não foi identificado, mas, segundo Barroso, teve origem provavelmente no exterior

O site do TSE apresentou instabilidade no momento em que se começa a computar os resultados das eleições em todo país | Foto: Reuters

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) aproveitou o ataque cibernético sofrido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste domingo (15), para reforçar a proposta de volta do voto impresso.

 O site do TSE apresentou instabilidade no momento em que se começa a computar os resultados das eleições em todo país. Por conta disso, a divulgação do resultado das eleições em Manaus estão atrasadas. 

O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, admitiu que houve uma tentativa de ataque aos sistemas do tribunal, mas que ela foi neutralizada.

O autor do ataque ainda não foi identificado, mas, segundo Barroso, teve origem provavelmente no exterior.