Fonte: OpenWeather

    Pandemia no Brasil


    Bolsonaro critica lockdowns: ‘Na contramão do que o povo quer’

    O país contabiliza, até esta quinta-feira (25), 10.324.463 casos de covid-19

     

     Já são mais de 249 mil mortos na pandemia
    Já são mais de 249 mil mortos na pandemia | Foto: Agência Brasil

    O presidente Jair Bolsonaro disparou ser contra as medidas sanitárias de distanciamento social parcial e completa (lockdowns) promovidas por prefeitos e governadores para conter a disseminação do novo coronavírus, durante evento para retomada de obras em rodovias federais na cidade de Tianguá, região da Serra da Ibiapaba, no Ceará.

    "Aos políticos do executivo que me criticam, sugiro que façam o que eu faço. O povo não consegue mais ficar em casa. O povo quer trabalhar. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão do que o povo quer. Vá para o meio do povo mesmo depois das eleições", afirmou o presidente.

    O país contabiliza, até esta quinta-feira (25), 10.324.463 casos de covid-19. Já são mais de 249 mil mortos. Foram computadas 1.428 óbitos em 24 horas, de quarta para quinta-feira, o segundo maior registro de mortes deste ano.

    Bolsonaro completou que deixará o país melhor do que recebeu. "Não me vão fazer desistir, porque afinal de contas eu sou imbrochável! Tenho certeza que deixarei o Brasil melhor do que eu recebi em 2019, mesmo com a pandemia."

    *R7

    Leia mais:

    Emprego da Força Nacional é prorrogado no Amazonas e MS

     Senadores lamentam marca de 250 mil mortes por Covid-19 no Brasil