Fonte: OpenWeather

    Cúpula do Clima


    Durante Cúpula do Clima, Bolsonaro cita dados do desmatamento

    No evento de discussão ambiental, o presidente usou de avanços feitos pelo Partido dos Trabalhadores

    | Autor:

     

    O presidente da república, Jair Bolsonaro participou da Cúpula do Crime, evento mundial que discutes avanços na preservação ambiental do globo
    O presidente da república, Jair Bolsonaro participou da Cúpula do Crime, evento mundial que discutes avanços na preservação ambiental do globo | Foto: Reprodução

    Brasil - O presidente da república, Jair Bolsonaro participou da Cúpula do Crime, evento mundial que discutes avanços na preservação ambiental do globo, nesta quinta-feira (22). 

    Bolsonaro

    Durante o discurso, Bolsonaro usou alguns argumentos repassando iniciativas de governos anteriores, de Lula e Dilma.

    Desde o incremento da utilização de matrizes energéticas mais limpas, como o etanol e energia eólica, até a revolução tecnológica que aconteceu no campo, tudo foi feito sob o comando de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, antes iniciados no governo de Fernando Henrique Cardoso.

    | Autor:
     

    Compromisso

    Já o compromisso de eliminar o desmatamento e reduzir a emissão de gases de efeito estufa a 43% até 2030 foi firmado pela presidente Dilma em 2015.

    O anúncio foi feito durante a Cúpula sobre o Desenvolvimento Sustentável, realizado naquele ano na sede das Nações Unidas, em Nova York.

    Bolsonaro citou outras contribuições de seus antecessores. "Em 15 anos evitamos emissão de 7,8 bilhões de carbono na atmosfera", afirmou, na terceira pessoa do plural, mesmo que, à época, não estivesse a frente da presidência. 

    Leia mais

    Cúpula de Biden reforça críticas à agenda ambiental de Bolsonaro

    Parlamentares do Amazonas são favoráveis à privatização dos Correios

    Proposta quer inserir pedintes de semáforos no mercado de trabalho