Fonte: OpenWeather

    Declaração


    Bolsonaro: "Sem voto impresso, não terá eleição em 2022"

    "Acho que o recado tá dado", afirma o presidente

     

    Declaração de Bolsonaro veio em resposta a uma fala do presidente do TSE
    Declaração de Bolsonaro veio em resposta a uma fala do presidente do TSE | Foto: Divulgação

    Durante sua tradicional transmissão nas redes sociais, nesta quinta-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o voto impresso. 

     "Se o Parlamento brasileiro, por maioria qualificada, aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022 e ponto final". afirmou Bolsonaro. 

      "Se não tiver voto impresso, sinal que não vai ter eleição. Acho que o recado tá dado", acrescentou o presidente.  

    A declaração de Bolsonaro veio em resposta a uma fala do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso. Em entrevista, Barroso disse que, se aprovado, o voto impresso criará "caos" e "judicialização" do resultado das eleições.

      "É sempre legítimo o debate no Congresso. Mas a volta ao voto de papel traz o risco de judicialização do resultado das eleições, afetando um sistema que funciona bem há 25 anos", escreveu o magistrado nas redes sociais.  

    Bolsonaro criticou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmando que ele é "o dono do mundo" e "o homem da verdade absoluta". "Não pode ser contestado. Eu tô preocupado se Jesus Cristo baixar aqui na Terra, ele vai ser 'boy' do ministro Barroso", disparou o presidente.

    O chefe do Executivo ainda retornou à afirmação de que o Brasil é único país a utilizar a urna eletrônica. Tal informação foi desmentida pelo Projeto Comprova -- do qual o SBT faz parte --, que esclareceu que 46 nações utilizam votação eletrônica em algum tipo de eleição.

    "Ninguém aceita mais esse voto que tá aí. Como é que vai falar que o voto é preciso, é legal, é justo e não é fraudado? A única republiqueta do mundo -- eu acho que talvez a única -- é a nossa que aceita essa porcaria desse voto eletrônico. Isso tem que ser mudado", arrematou Bolsonaro.

    *Com informações do SBT News

    Leia mais 

    Bolsonaro diz que não está preocupado com a CPI da Covid-19

    Bolsonaro diz esperar ‘novo grito de independência do país'

    Bolsonaro inaugura nova etapa de centro de convenções em Manaus