Fonte: OpenWeather

    Chá contra Covid-19


    Bolsonaro diz que indígenas do Amazonas tomaram chá contra a Covid-19

    Presidente recomendou ao presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, que convide os índios para falar do método

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Em transmissão ao vivo pela internet, na quinta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que esteve no Amazonas para a inauguração de uma ponte, afirmou que indígenas da região tomaram chá para tratar a Covid-19.

    Bolsonaro chegou até a recomendar o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), que convide os indígenas para que falem do método.

    De acordo com Bolsonaro, uma tribo na Amazônia tomou chá de carapanaúba, saracura e jambu, quando alguns indígenas contraíram a Covid-19 antes da vacinação.

    O presidente disse que ninguém morreu, mas reconheceu que o tratamento não possui comprovação científica.

    "

    Não morreram por quê? Tomaram alguma coisa, perguntei. Segundo eles, tomaram chá de carapanaúba, saracura e jambu. Não tem comprovação científica, mas tomaram isso. Poderia essa querida CPI, que tem como presidente o senador Omar Aziz – sei que não pode convocar indígenas, pois não se enquadram -, mas poderia convidá-los para ouví-los. "

    Bolsonaro, Presidente

     

    Também nesta quinta, o YouTube removeu 11 vídeos de Bolsonaro nos quais o presidente falava sobre a cloroquina. Ele evitou falar sobre o assunto, mas ironizou a decisão da plataforma na exclusão dos materiais.

    "

    Não vou falar aquilo que tomei no Brasil pois vão cortar o sinal meu da internet. Mas vocês sabem o que eu tome. "

    Bolsonaro, Presidente

     

    Inauguração de sistema de energia no Amazonas

    Um mês após receber o título de Cidadão Amazonense pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) visitou, na quinta-feira (27), o município de São Gabriel da Cachoeira, no interior do Amazonas. A 850 quilômetros de Manaus, a localidade é acessível apenas por meio de barco ou avião, e abriga uma vasta maioria de habitantes indígenas de 23 etnias diferentes.

      Na ocasião, o chefe de estado inaugurou um sistema de energia fotovoltaica e uma ponte de madeira sobre o Igarapé Rodrigo Cibele, que liga São Gabriel da Cachoeira à Comunidade Indígena Balaio, no quilômetro 91 da BR-317. A obra possui 18 metros de comprimento, e foi construída pelo Exército.  

    A visita contou ainda com a presença de autoridades militares como o Ministro da Defesa, general Walter Braga Neto, o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, e o comandante Militar da Amazônia, general Estevam Calls Theophilo Gaspar de Oliveira. 

    Sem máscara, o presidente foi recepcionado por diversos apoiadores sob gritos de "mito!', e destacou a importância do Exército Brasileiro na proteção da região, situada a algumas dezenas de quilômetros de jazidas de minérios nunca exploradas. 

    Leia mais:

    Em meio a críticas, Bolsonaro inaugura sistema de energia no AM

    Bolsonaro pede para STF suspender medidas restritivas em três estados

    Senado aprova barreiras sanitárias anticovid em terras indígenas