Fonte: OpenWeather

    Casa Civil


    Bolsonaro empossa Ciro Nogueira como novo ministro da Casa Civil

    Senador licenciado assinou termo de posse na semana passada, quando foi confirmado no cargo. Ele é um dos principais líderes do Centrão

     

    | Foto: Reprodução


    Brasília - Na tarde desta quarta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) empossou Ciro Nogueira como novo ministro-chefe da Casa Civil. O senador licenciado, que é um dos principais líderes do Centrão, já havia assinado o termo de posse na semana passada, assim que foi confirmado no cargo. 

    A cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto e lotou o Salão Nobre do prédio com autoridades como os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e os governadores Ibaneis Rocha (MDB-DF) e Ronaldo Caiado (DEM-GO).

    Ainda no final de julho, no dia 27, Nogueira chegou a agradecer a oportunidade por meio das redes sociais, e disse pedir "proteção de Deus" para cumprir o que classificou como "desafio".

    "

    Acabo de aceitar o honroso convite para assumir a chefia da Casa Civil, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Peço a proteção de Deus para cumprir esse desafio da melhor forma que eu puder, com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita "

    , registrou.

     

    O novo ministro é o quarto a ocupar o comando da pasta em dois anos e meio de governo. Já passaram pelo ministério Onyx Lorenzoni, Walter Braga Netto e Luiz Eduardo Ramos.

    A mudança

    Desde a mais recente troca no comando da Casa Civil, o presidente Jair Bolsonaro tem afirmado que o antecessor de Ciro, Ramos, tinha “dificuldade” no “linguajar com o Parlamento”. Segundo Bolsonaro, Nogueira fará um “brilhante trabalho de aproximação” com o Congresso Nacional.

    Ramos é amigo pessoal do presidente Bolsonaro. O general assumiu a Secretaria de Governo em meados de 2019. Como o militar não tinha experiência política, o seu fraco desempenho o levou a ser substituído pela deputada federal Flávia Arruda (PL-DF). Em março de 2021, ele foi para a Casa Civil.

      Entre as atribuições da pasta, está o assessoramento direto do chefe do Poder Executivo. Por essa função, a pasta é tida como uma das mais importantes dentro do governo. O ministro despacha no próprio Palácio do Planalto, no quarto andar, um acima do gabinete presidencial.  

    No dia 22 de julho, Bolsonaro confirmou o convite a Nogueira e a recriação do Ministério do Trabalho e Previdência, que, no início do governo, foi agrupado com outros quatro ministérios para a criação do Ministério da Economia, sob o comando de Guedes.  

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    Com reformulação, Governo do AM apresenta cinco novos secretários

    Câmara aprova apenas 1% das propostas no primeiro semestre

    Assembleia retorna do recesso no AM e deputados destacam atividades