Fonte: OpenWeather

    Paralisação


    Governo Federal diz que caminhoneiros não mais bloqueiam rodovias

    O Ministério da Infraestrutura informou que toda a malha rodoviária federal está aberta para o livre fluxo de veículos de carga e que caminh

     

    O movimento teve início um dia depois das manifestações pró-governo ocorridas na terça-feira (7).
    O movimento teve início um dia depois das manifestações pró-governo ocorridas na terça-feira (7). | Foto: Divulgação


    Brasília - O Ministério da Infraestrutura informou, por meio de balanço divulgado hoje, que às 12h30 desta sexta-feira toda a malha rodoviária federal estava aberta para o livre fluxo de veículos de carga. O balanço foi feito com base em informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

      O ministério, no entanto, alerta que os últimos pontos de concentração de caminhoneiros estão restritos ao Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rondônia, mas sem bloqueio de pistas. “Ao todo, o número de ocorrências já é 70% menor do que o registrado no mesmo período do dia anterior. Tendência é seguir em queda ao longo do dia”, complementa.  

    Ontem, a PRF já havia liberado 35 pontos de bloqueio e manifestações nas rodovias do país, feitas por caminhoneiros apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O movimento teve início um dia depois das manifestações pró-governo ocorridas na terça-feira (7).

    Parados nas estradas, os caminhoneiros pediam o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e a destituição de ministros da Corte, além de intervenção militar. As manifestações começaram a diminuir após o presidente Bolsonaro enviar um áudio às lideranças dos caminhoneiros, pedindo o desbloqueio das pistas para evitar desabastecimento e aumento dos índices inflacionários.

    *Com informações da Agência Brasil

    Leia mais:

    Julgamento do Marco Temporal é adiado novamente pelo STF

    Zé Ricardo cobra FVS sobre surto de contaminação em alimentos no AM

    "Nunca tive a intenção de agredir os Poderes", diz Bolsonaro em nota