Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Prevent Senior é acusada de coagir médicos à prescrição de Cloroquina

    Conforme as denúncias recebidas, os profissionais da saúde foram obrigados a assinar documentos se responsabilizando pela prescrição de "kit Covid"

     

     

    | Foto: Divulgação

    Brasília - Nesta segunda-feira (20), o Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo (Simesp) afirmou que recebeu denúncias informando que a operadora de plano de saúde Prevent Senior está coagindo médicos a assinarem documento onde atestam terem receitado o kit Covid a pacientes por espontânea vontade.

    “Isso configura uma ‘declaração individual’ dos médicos como se não houvesse nenhuma determinação da Prevent Senior, em uma tentativa de eximir a instituição de sua responsabilidade - uma flagrante ação de fraude”, afirma o sindicato em carta aberta.

    Os médicos estariam sendo obrigados a receitarem o uso da cloroquina, sem qualquer autonomia e poder de decisão.

    "

    [No dia 16 deste mês] houve um novo capítulo da Prevent Senior com a CPI ao ser divulgado um dossiê o qual informa que a empresa administrou o ‘kit Covid’ sem autorização e ciência dos pacientes. Conforme o documento, nove pacientes morreram e cerca 700 foram cobaias nos testes realizados pela Prevent Senior, em evidente conluio com o Governo Federal. São graves denúncias de possíveis crimes contra a humanidade e compreendemos que tal política de morte não coaduna com o papel social do médico "

    , finaliza a carta aberta.

     

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    Governadores dizem que alta na gasolina é 'problema nacional'

    Joana Darc solicita ao Governo cemitério e crematório para animais

    Câmara retornará às atividades presenciais no dia 18 de outubro