Fonte: OpenWeather

    Investigação


    Sargento que traficou cocaína em avião da FAB ainda recebe salário

    Condenado pelo crime de tráfico internacional de drogas, Manoel Silva Rodrigues está preso na Espanha

     

     

    | Foto: Divulgação

    Brasília - O sargento Manoel Silva Rodrigues, detido sob acusação de tráfico internacional de drogas, da Força Aérea Brasileira (FAB), flagrado no ano passado transportando 39 kg de cocaína em avião militar, segue recebendo remuneração da corporação.

    Rodrigues está detido na Espanha, onde foi julgado e condenado a seis anos de prisão. Ainda com registro ativo no Brasil, o condenado tem remuneração média de R$ 7 mil e recebe em dia, inclusive com gratificação natalina de R$ 3 mil, conforme informações da reportagem.

    A FAB afirmou aguardar o processo do militar na Espanha transitar em julgado para excluí-lo do quadro de remuneração da corporação.

      No início do ano, o Comando da Aeronáutica, com apoio da Polícia Federal (PF), prendeu quatro pessoas que estariam envolvidas no episódio que resultou na prisão de Rodrigues. O grupo teria ajudado o sargento a traficar a droga – o avião, usado em apoio à Presidência da República, saiu do Brasil e pousou na Espanha.  

    Na ocasião, foram apreendidos computadores, celulares e documentos dos militares e da esposa de um dos presos. Um ex-soldado da Aeronáutica, também com prisão decretada e que é cunhado do militar preso na Espanha, não foi encontrado.

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    MPSP cria força-tarefa para investigar denúncias da Prevent Senior

    Beto D'ângelo é investigado por superfaturar kits humanitários

    Eduardo Bolsonaro diz que está com Covid-19