Fonte: OpenWeather

    Planalto


    Ministro Fux se tornará o “vice” de Bolsonaro por alguns dias

    Isso acontece porque, entre os dias 5 e 7 de outubro, tanto o vice-presidente, Hamilton Mourão, quanto os presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, estarão fora do Brasil

     

    | Foto: Reprodução


    Brasília - Entre a noite desta terça-feira (5) e a noite de quinta-feira (7), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, se tornará “vice” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Isso acontecerá porque, nesse período, tanto o vice-presidente, Hamilton Mourão, quanto os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), estarão fora do Brasil.

    Segundo a Constituição, os cargos ocupados por Mourão, Lira, Pacheco e Fux são, respectivamente, o segundo, terceiro, quarto e quinto da linha sucessória do Planalto. Com os três antecessores ausentes, o presidente do STF se tornará o segundo da fila.

      Nesse período, caso Bolsonaro também se ausente do país ou fique impedido de alguma forma de exercer a Presidência da República, o comando do país será assumido pelo chefe do Supremo. Mourão está fora do país desde 26 de setembro, quando embarcou em viagem de 12 dias, com destino ao Egito, a Dubai e à Grécia. O general da reserva só deve voltar ao Brasil na noite desta quinta.  

    Os presidentes da Câmara e do Senado, por sua vez, viajam no fim da noite desta terça para a Itália, onde terão reuniões preparatórias para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática de 2021 (COP26). Os dois só devem retornar ao Brasil no dia 12 de outubro.

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    Julgamento do Marco Temporal é adiado novamente pelo STF

    Fux conclama governadores a lidarem com "problemas reais"

    Judiciário tem redução de R$4,6 bilhões em despesas no ano de 2020