Fonte: OpenWeather

    Eleições


    Queiroz diz que foi convidado por quatro partidos para se candidatar

    Na última semana, Queiroz esteve em Brasília e se reuniu com a presidente do PTB, mas disse que nada foi definido

     

     

    | Foto: Divulgação

    Brasília (DF) - Fabrício Queiroz disse nesta quinta-feira (13) que recebeu convites de filiação de quatro partidos. O ex-assessor de Flávio Bolsonaro não quis revelar quais são as legendas “para não ter atrito”, mas contou que se encontrará na próxima semana com o presidente do PTB no Rio de Janeiro, Marcus Vinicius Vasconcelos.

    “Ainda não tem nada certo, mas ainda bem que as pessoas estão vindo me procurar e eu tenho espaço e oportunidades”, disse Queiroz sobre a possibilidade de se lançar como candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro nas eleições deste ano.

    Na última semana, Queiroz esteve em Brasília e se reuniu com a presidente do PTB, Graciela Nienov. O ex-assessor de Flávio disse que a “conversa foi boa” e que falaram sobre a possibilidade de ele se candidatar pelo partido. Mas ainda não há definição.

    “Falamos sim sobre a filiação e sobre a candidatura, mas sobre as possibilidades, não tem nada certo. Muitos partidos de direita estão vindo me procurar, estamos conversando”, afirmou.

    Ex-policial militar, Queiroz é investigado por um suposto esquema de rachadinhas, crime de peculato, no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

    Em junho de 2020, o ex-PM foi preso no sítio de Fred Wassef, advogado de Flávio, no interior de São Paulo. Em março do ano passado, a prisão foi revogada pelo Superior Tribunal de Justiça. Sobre o caso, Queiroz disse que “graças a Deus” nada o impede de se candidatar.

    *Com informações do Metrópoles

    Leia mais:

    Prefeitura de Manaus abre Centro de Testagem para Covid-19

    Desembargadora indefere petição contra reajuste do "Cotão"

    Parlamentares do AM contrariam Bolsonaro sobre inflação