Fonte: OpenWeather

    Notas da Contexto


    'Vou ganhar a eleição, tem aqui o Chicão', diz governador

    Confira as Notas da Contexto da edição desta sexta-feira do Jornal Em Tempo

    O novo homem forte da campanha de Amazonino Mendes (PDT), na tentativa da reeleição ao governo do Estado, é o Francisco Garcia
    O novo homem forte da campanha de Amazonino Mendes (PDT), na tentativa da reeleição ao governo do Estado, é o Francisco Garcia | Foto: Lion

    O novo homem forte da campanha de Amazonino Mendes (PDT), na tentativa da reeleição ao governo do Estado, é mesmo o empresário Francisco Garcia, pai da candidata a vice, Rebecca Garcia.

    Se não for, está com pinta de ser. Na “reunião fechada” com os prefeitos do interior, onde Amazonino teve uma conversa de pé de ouvido com os administradores dos municípios, achando que estava falando de forma reservada, o governador deixa claro que tem um “segredo” para ganhar a eleição, mas não pode falar.

    — Essa reunião foi para a gente se congraçar, se confraternizar e manter a reciprocidade entre a capital e o interior. Os outros detalhes de reunião, de conversa, a gente não pode externar, porque são segredos de campanha. Eu não posso falar aqui.

    Agora é com ele

    E, logo em seguida, jogou a responsabilidade do “restante da conversa” para cima de Garcia, que entre os amigos é tratado por Chiquinho, mas, com Amazonino, passou a ser chamado de Chicão.

    — Mas tem aqui o tal do Chicão. Chicão vai segurar as pontas, quando tiver conversando com vocês. E vou repetir: Eu não vou perder eleição. Nós não vamos perder a eleição. Já sei que vou ganhar a eleição. Eu já sei. Agora isso está baseado na minha confiança em vocês –, disse.

    Big brother

    Amazonino chamou aquilo de reunião fechada.

    Fechada, pero no mucho. Mas, hoje, vivemos em um grande Big Brother. Só a redação do EM TEMPO recebeu umas quatro cópias do vídeo da reunião, gravados em câmeras de celular.

    Amazonino morde...

    No programa eleitoral, o governador Amazonino Mendes (PDT) tem usado a cassação do ex-governador José Melo para colocar em xeque a alcunha de “novo” do seu adversário Wilson Lima (PSC).

    No programa, Amazonino diz que, em 2014, acendeu a luz amarela, e ninguém observou.

    — Melo era o novo, e vocês viram no que deu –, diz trecho do vídeo

    ... E assopra!

    Porém, em reunião fechada com prefeitos do interior, o governador rasgou seda a Melo e afirmou que ele é uma boa pessoa e que foi vítima de um esquema já montado no governo do Estado.

    — Ele não teve a visão, a percepção e nem a experiência que eu tenho. Ele cedeu, ele permitiu, ele recuou e terminou preso. Não foi ele que assaltou o Estado. O Melo não é um homem ruim. O Melo não é um ladrão, é uma vítima”, disse.

    Duas velas

    A atitude contraditória mostra que Amazonino não tem problema nenhum em acender velas para dois senhores.

    Contanto que isso o ajude a permanecer no poder.

    Velhos camaradas

    Sem contar que, no passado, Melo serviu e foi leal a todos os governos de Amazonino.

    Tanto no Estado, quanto na prefeitura. Sempre como secretário de Educação.

    Cão de guarda

    Durante as campanhas, José Melo ficava hibernado no estúdio da produtora abastecendo os editores dos programas eleitorais com informações dos programas executados pelo Negão em suas administrações.

    Apoio a Bolsonaro

    Vale lembrar que o Negão, comunista de formação, declarou apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), com o intuito de surfar na onda do ex-capitão do Exército, que, em Manaus, teve quase 60% dos votos.

    Mesmo sabendo que o 17 representa tudo aquilo que ele combateu no passado, quando foi líder estudantil e chegou a integrar as fileiras do Partido Comunista.

    Agora é Wilson

    Ex-coordenador da campanha de David Almeida no interior, Elionai Biela agora já assina mensagens em grupos de Whatsapp dos municípios do interior, como coordenador da campanha de Wilson Lima. David segue neutro nesse segundo turno.

    O caminho da volta

    Enquanto Amazonino e Wilson duelam em Manaus e no interior, principalmente nas redes sociais, David tem aproveitado as tardes para visitar municípios próximos da capital para agradecer os votos.

    Ele começou por Manacapuru, Iranduba e ontem foi ao Rio Preto da Eva. Nos três, ele foi o mais votado no primeiro turno.

    Bandeirada pró-Haddad

    Militantes do PT estão nas ruas de Manaus para pedir votos a Fernando Haddad.

    Ontem tiveram bandeiradas em várias partes de Manaus, sendo a principal no cruzamento em frente à Arena da Amazônia.

    Por que parou?

    Com mais de 30 Projetos de Lei (PLs) emperrados em comissões da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Carlos Alberto (PRB) cobrou, na quarta-feira (17), celeridade de alguns parlamentares no andamento das propostas dele em prol da sociedade amazonense.

    Segundo o republicano, quando as PLs são aprovadas, o principal beneficiado é a população do Estado.

    Você gosta das Notas da Contexto? Então leia mais:

    Na reta final, Amazonino atira pedras em todas as direções

    David diz adeus à Assembleia com pacote de bondades

    Arthur pode voar do ninho tucano