Fonte: OpenWeather

    Notas de Contexto


    Deputada Mayara Pinheiro passa como relâmpago pela Assembleia

    Notinhas políticas ácidas e nem tão ácidas da Contexto EM TEMPO.

    Assembleia Legislativa | Foto: Divulgação

    Atingida pelas recentes ocorrências envolvendo o irmão Adail Filho , prefeito de Coari, a deputada estadual Mayara Pinheiro (PP) passou como um relâmpago ontem pelo plenário Ruy Araújo, da Assembleia Legislativa. Registrou presença no painel eletrônico, participou de uma reunião na Sala Vip do Poder e foi embora. Não ficou para a sessão, que depois votou uma pauta de 16 matérias em plenário.

    Maciel insiste

    Disposto a dar a volta por cima depois de ver seu nome envolvido em supostos malfeitos da Seduc, o deputado Cabo Maciel (PL) mantém sua pré-candidatura à Prefeitura de Itacoatiara. Aos poucos ele vê se acalmarem as nuvens revoltas e diz que nada muda com relação a sua pretensão.

    Cabral na Praça

    Os 31 anos de aniversário da Constituição federal de 1988 serão comemorados a partir das 10h de sábado (5) na Tribuna Popular do Projeto Jaraqui, na Praça da Polícia.

    Relator da Carta, o ex-senador Bernardo Cabral será distinguido na Praça por um cordão de homenagens encabeçadas pelo Dr. Júlio Antônio Lopes, um dos fundadores da Academia de Ciências do Estado do Amazonas.

    Lei aprovada

    A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) aprovou ontem lei que delega ao Governo do Amazonas atribuição para elaborar leis que alteram a estrutura da administração direta e indireta do poder Executivo.

    A lei foi aprovada com 19 votos dos 21 deputados presentes em sessão na Aleam. O governador Wilson Lima afirmou que, na próxima semana, encaminhará à Casa os projetos de lei da reforma administrativa.

    Lei Delegada

    Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Josué Neto (PSD), chamar de Lei Delegada a reforma administrativa do governo do Estado é, no mínimo, “um grande equívoco”.

    Conforme ele, “o mais importante é pensarmos nos R$ 5 milhões que serão economizados anualmente com a reforma e serão revertidos em investimentos em favor da população amazonense”

    Na contramão

    Diferentemente de Josué, os deputados Serafim Corrêa (PSB) e Sinésio Campos (PT) criticaram a tal Lei Delegada, provocando a ira da deputada Alessandra Campêlo (MDB), que, em defesa de Wilson Lima (PSC), alfinetou Sinésio: “Há deputados que, inclusive, defenderam lei delegada, como esta de agora, em favor de governos anteriores”.

    Belão professoral

    Outro que puxou as orelhas do petista Sinésio Campos por causa da Lei Delegada foi o decano da Aleam, deputado Belarmino Lins. “Eu era presidente do Poder quando vi Sinésio, líder do governo da época (Eduardo Braga), defender a adoção de uma Lei Delegada por parte do Poder Executivo Estadual”, disparou Belão, defendendo a lei para que o governador Wilson Lima realize sua reforma administrativa em 30 dias.

    Lins buscam adesões

    Buscando o crescimento do Partido Progressista (PP) no interior do Estado, o deputado federal Átila Lins e o deputado estadual Belarmino Lins participarão de um grande mutirão de filiações à legenda, a começar por Rio Preto da Eva, na Região Metropolitana de Manaus (RMM).

    Audiência Pública

    Manaus sedia hoje audiência pública com o tema “Narcotráfico em fronteiras e os custos econômicos da violência no Brasil”, promovida pela Frente Parlamentar Mista de Desenvolvimento Estratégico do Sistema Penitenciário, Combate ao Narcotráfico e Crime Organizado, da Câmara dos Deputados. O evento é presidido pelo deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos/AM).

    Oportunidade

    A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) abre oportunidade para ideias inovadoras por meio do “Programa Centelha Amazonas”. É a chance de tirar ideias do papel e receber até R$ 65 mil para realizar o empreendimento. O prazo para inscrição no programa termina no próximo dia 29 de outubro no site: www.programacentelha.com.br.

    Mensagens falsas

    O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por intermédio da Ouvidoria do órgão, tem recebido denúncias por escrito e por telefone que dão conta do envio de intimações a cidadãos por e-mail, tendo como suposta origem o órgão ministerial. O órgão informa que não envia nenhuma intimação por e-mail, portanto as mensagens eletrônicas são falsas.

    Portos do interior

    O deputado Sinésio Campos recebeu ontem um grupo da região do Alto Solimões, composto também por armadores que trabalham na região de Tabatinga. Eles soltaram o verbo contra a estrutura do porto das localidades.

    Para Sinésio, é preciso que haja mais comprometimento por parte do governo federal e do Estado na melhor estruturação e reativação dos portos de pequeno porte nos municípios do Amazonas. "Sabemos que no Amazonas nossas estradas são nossos rios. Muitas vezes, o único acesso a localidades é por meio desses portos”.