Fonte: OpenWeather

    Criação


    Átila Lins defende Ministério Extraordinário da Amazônia

    Parlamentar argumenta que novo ministério dará mais relevância política ao tratamento de questões como mineração em terras indígenas, regularização fundiária e rodovias estratégicas

    Brasília - Preocupado com os problemas cada vez mais candentes da região, o deputado federal Átila Lins (Progressistas), tão logo encerre o atual período de recesso legislativo, vai propor a criação do Ministério Extraordinário da Amazônia. 

    Presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, e decano da Câmara dos Deputados, Átila diz que a sua proposta ocorreu a propósito do anúncio feito pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre a criação de uma Secretaria da Amazônia no âmbito do MMA, sediada em Manaus, para tratar de questões ambientais.

    “Nossa proposta será formalizada em fevereiro, com a reabertura dos trabalhos do Congresso Nacional, através de indicação ao presidente Jair Bolsonaro”, informou o parlamentar, explicando que o Ministério será melhor e mais eficiente que uma simples secretaria.

    “O Ministério dará mais relevância política ao tratamento de questões como mineração em terras indígenas, regularização fundiária, rodovias estratégicas (BR-319, 230, 317, etc.), demarcação de terras indígenas, áreas de conservação, setor elétrico, turismo ecológico, setor agrícola, setor industrial (Zona Franca de Manaus), enfim, questões que consideramos mais do que sérias envolvendo a problemática amazônica”, finaliza Átila.