Fonte: OpenWeather

    Juventude


    'Núcleo Jovem' é aposta do DEM para atingir o eleitorado do AM

    Conforme dados do TSE, o Estado do Amazonas possui 478 mil eleitores jovens, número que representa quase 20% do eleitorado total

    “Eventos como ’O papo de juventude’ e o ‘Dia do esporte Democrata’ são exemplos de nossa abordagem às questões políticas. Não é necessário ser entediante ao falar sobre cenário parlamentar", explica Leonardo, militante do DEM | Foto: Divulgação

    Manaus –  Com objetivo de estreitar laços políticos com jovens da nova geração manauara, indiferentes às eleições, o partido Democratas (DEM) lança mais um núcleo da Juventude Democrata (JDEM), no Amazonas. O diretório jovem estadual será responsável por aproximar pessoas na faixa etária de 16 a 24 anos, para oxigenar a militância do partido e dar uma nova cara à sigla. 

    A estratégia entra em harmonia com os  dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que aponta a existência de cerca de 478 mil eleitores jovens no Estado,  número  que representa quase 20% do eleitorado total do Amazonas e é capaz de mudar o resultado do pleito, em 2020. Por esse motivo,  o DEM volta suas atenções à criação do JDEM, com objetivo de estabelecer diálogo com jovens, principalmente aqueles avessos à política. 

    A estratégia do bloco centro-direitista, conforme afirmou Leonardo Rodrigues, militante do JDEM e estudante do 2º ano do Ensino Médio, é atrair cerca de 150 adeptos, com ações voltadas à causa jovem, até a consolidação oficial do núcleo, previsto para acontecer mais tardar em 7 de março. “Nós possuímos um calendário com várias ações voltadas ao público jovem, para estimular a participação no primeiro encontro oficial, no mês de março. Neste momento, acontecerá o lançamento do programa, além de ser a nomeação das lideranças que serão responsáveis por ele”, afirmou Rodrigues.

    "Queremos mudar a cara do partido, só assim podemos desassociar o processo político das ‘cartas marcadas’ e oferecer uma opção jovem de candidaturas para quem é jovem”, finaliza o Leonardo.
    "Queremos mudar a cara do partido, só assim podemos desassociar o processo político das ‘cartas marcadas’ e oferecer uma opção jovem de candidaturas para quem é jovem”, finaliza o Leonardo. | Foto: Divulgação

    “Eventos como ’O papo de juventude’ e o ‘dia do esporte democrata’ são exemplos de nossa abordagem às questões políticas. Não é necessário ser entediante ao falar sobre cenário parlamentar, existem possibilidades de introduzir jovens na militância por meio do esporte, empregabilidade, melhoria na educação e qualificação profissional, principalmente por serem áreas impactadas diretamente pelas decisões políticas”, explica Leonardo, que deve ser nomeado como presidente estadual do JDEM. 

    O contato direto deve ser outra estratégia da equipe, que pretende implantar núcleos nos municípios do interior, como Presidente Figueiredo, Iranduba e Manacapuru. “Possuímos diálogo direto com a diretoria do DEM e temos autonomia na tomada de decisões.  Acredito que a junção das ideias no JDEM deve acarretar a melhoria do cenário político da capital e do interior. Queremos mudar a cara do partido, só assim podemos desassociar o processo político das ‘cartas marcadas’ e oferecer uma opção jovem de candidaturas para quem é jovem”, finaliza Leonardo.

    Prefeituável

    No início desse mês, o site “O Antagonista” confirmou que o DEM, no Amazonas, irá lançar o  vice-prefeito de Manaus Marcos Rotta como  pré-candidato à Prefeitura da capital, na eleição deste ano, e que a sigla contará com o apoio do deputado federal Marcelo Ramos (PL).

    Em setembro de 2019, Marcos Rotta filiou-se aos Democratas, com apoio do ex-deputado Pauderney Avelino, presidente do DEM no Amazonas.  Após romper com o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), na eleição para o governo em 2018, Rotta aderiu à campanha do candidato a governador 

    Amazonino Mendes.