Fonte: OpenWeather

    Expulsão


    ‘Desobediência partidária’ é motivo de expulsão de Dermilson

    O anuncio da expulsão do parlamentar foi realizado na manhã de ontem (11).

    Na decisão tomada pelo deputado federal Átila Lins, Dermilson teria desobedecido as orientações pragmáticas do partido e representava votos e atitude, que não seguiam o estatuto do partido. | Foto: Divulgação

    Manaus -A expulsão do deputado estadual Dermilson Chagas (Sem partido), da legenda partidária ‘progressistas’, (antigo PP), foi anunciada pelo presidente do partido no Amazonas, Atila Lins (Progressistas).  expulsão ocorreu durante o expediente da mesa diretora, na manhã de ontem (11), e deve ser enviado para chancela de Josué Neto (Sem partido), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). 

    Na decisão tomada pelo deputado federal Átila Lins, Dermilson teria desobedecido as orientações pragmáticas do partido e representava votos e atitude que não seguiam o estatuto da legenda. 

    Em sua defesa, Chagas afirma que sua remoção trata-se de ‘retaliação direta’, pois sempre foi oposição ao Governo. Ele ainda garantiu que a jurisprudência deve auxiliá-lo a manter seu mandato. “Estou tranquilo, pois existem  jurisprudências capazes de me manter no cargo. Hoje, minha atuação dentro da Aleam acarretou essa expulsão, mas ainda tenho tempo para pensar e decidir por um novo partido”, 

    comentou Chagas