Fonte: OpenWeather

    Evento


    Ministro Luís Barroso fará palestra magna em Manaus

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), professor-doutor Luís Roberto Barroso, fará a abertura na próxima segunda-feira (16), do ano Letivo da Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas

    Abertura do ano Letivo da Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas (ECP/TCE-AM) | Foto: Divulgação

    Manaus - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), professor-doutor Luís Roberto Barroso, fará a abertura na próxima segunda-feira (16), do ano Letivo da Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas (ECP/TCE-AM). Na aula magna o ministro falará sobre "Um Olhar sobre o Mundo e sobre o Brasil à luz do Direito”.

    A aula magna será transmitida, ao vivo, pelas redes sociais da Corte de Contas. Com a coordenação da conselheira Yara Lins dos Santos, a abertura do ano letivo da ECP terá cinco dias de programação. Dentre as temáticas abordadas no decorrer do evento estarão “Finanças e Contabilidade Pública”, “Aposentadoria e Pensões”, “Obras Públicas”, “Previdência no Setor Público”, “Pedaladas Fiscais” e Segurança da Informação, entre outros.

    As inscrições para participar do evento podem ser feitas por meio do site https://moodle.tce.am.gov.br. Além de autoridades e servidores públicos, membros da sociedade civil e estudantes poderão se inscrever. A participação renderá certificados aos presentes.

    O presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, ressaltou a importância da ECP no âmbito do controle externo das contas públicas e reafirmou o papel pedagógico do Tribunal durante a sua gestão.

    “Iniciaremos as atividades do nosso braço pedagógico – a ECP – com uma aula do ministro Luís Barroso, um jurista extremamente respeitado internacionalmente e que faz parte da Corte que é a guardiã da nossa Constituição Federal. Isso ressalta a importância que a Escola de Contas terá na minha gestão. O Tribunal de Contas será altamente pedagógico nos próximos dois anos, capacitando os jurisdicionados a prestar contas de forma correta dos recursos públicos e os servidores públicos a fiscalizar corretamente os dados informados. Mas, puniremos quem não cumprir a legislação”, afirmou o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello.