Fonte: OpenWeather

    Presidência da República


    Regina Duarte acredita que será dispensada por Bolsonaro

    A secretária especial da Cultura Regina Duarte acredita que será dispensada do governo do presidente Jair Bolsonaro apenas dois meses após ter assumido o cargo.

    | Foto:

    Brasília (DF) -A secretária especial da Cultura Regina Duarte acredita que será dispensada do governo do presidente Jair Bolsonaro apenas dois meses após ter assumido o cargo. A suspeita veio depois da recondução de Dante Henrique Mantovani para a presidência da Fundação Nacional de Artes (Funarte).  

    A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (4), assinada pelo ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto. As afirmações de Regina foram ouvidas pela reportagem da revista Crusoé ao telefonar para uma das assessoras da secretária.

    Segundo a revista, a conversa revela a surpresa de Regina ao ser informada que Mantovani voltou para Funarte. “Que loucura isso, que loucura. Eu acho que ele [Bolsonaro] está me dispensando”, afirmou a secretária.

    Em março, Mantovani foi dispensado do cargo a pedido de Regina. A secretária, segundo a revista, espera ser recebida pelo presidente até a esta sexta quando deve apresentar um plano de trabalho para Cultura e tratar sobre a recondução de Mantovani ao cargo.

    Em áudio publicado pela revista Crusoé, a secretária conversa com uma assessora sobre a sua situação no governo e confessa preocupação, após Montovani ser reconduzido ao cargo por Bolsonaro. "Essa noite eu passei a noite preocupada, acordava de uma em uma hora e falava assim: 'está esquisito, está muito esquisito'", disse Regina em um trecho da gravação. Diretamente à revista, Regina afirmou que não comentaria o diálogo entre ela e sua assessora, pois se trata de um assunto privado. A secretária disse ainda que espera ser recebida por Bolsonaro até para mostrar seu projeto. Disse também que não conhece Montavani pessoalmente. "Talvez ele (Mantovani) seja até uma boa pessoa", declarou.