Fonte: OpenWeather

    COMBATE À COVID-19


    CMM debaterá destino de recursos federais nesta quarta-feira (13)

    Senadores Plínio Valério e Eduardo Braga participarão da sessão remota a fim de prestarem esclarecimentos aos vereadores

    | Foto: Robervaldo Rocha/CMM

    Manaus - Um dia depois de os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) cobrarem explicações sobre os recursos federais destinados ao combate ao novo coronavírus (Covid-19), em Manaus, os senadores Plínio Valério (PSDB-AM) e Eduardo Braga (MDB-AM) confirmaram presença na audiência pública que será realizada nesta quarta-feira (13), em sessão remota. A participação dos dois foi confirmada pelo presidente da CMM, vereador Joelson Silva (Patriota).

    Os vereadores cobraram esclarecimentos sobre o destino dos recursos federais encaminhados para a capital amazonense, como auxílio no combate ao novo coronavírus. A presença dos dois parlamentares na sessão remota foi articulada no início desta semana por Joelson Silva, com o objetivo de fazer com que a CMM possa acompanhar a aplicação do dinheiro, por parte dos governos municipal e estadual.

    O presidente da CMM disse que o senador Plínio Valério estará com na sessão, logo no início, às 9h30 e senador Eduardo Braga, entra às 11h. “Ambos têm participado de todas as discussões relacionadas a esses recursos, inclusive sobre as emendas feitas no projeto inicial. Com certeza, a conversa será bastante produtiva”, avaliou Joelson Silva. 

    O debate que começa esta semana, também será estendido à bancada do Amazonas na Câmara Federal. O presidente da CMM informou que irá estender o convite a alguns deputados, para que possam entrar no circuito, já a partir da próxima segunda-feira (12). 

    Recurso para o enfrentamento ao coronavírus

    O Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus (PLP 39/2020) prestará auxílio financeiro a estados e municípios no valor de R$ 125 bilhões. Parte desse recurso será destinada para que estados e municípios reforcem as ações de combate à Covid-19.

    A outra parte servirá para compensar a queda de arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Imposto Sobre Serviço de qualquer Natureza (ISS), deste ano em relação a 2019. A previsão é que o dinheiro seja liberado no início da próxima quinzena pela União.

    Casos de contaminação

    Até a manhã desta terça-feira, o Brasil registrava 12.033 mortes provocadas pela Covid-19 e 172.790 casos confirmados, segundo levantamento feito pelo site G1. Pelos dados do Ministério da Saúde, os números no dia anterior fecharam em 11.519 mortos e 168.331 casos.

    Na capital amazonense, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, na segunda-feira (11) houve 100 mortes registradas nos cemitérios públicos e privados da cidade. Desse total, 15 pessoas foram atestadas com o coronavírus e dez com suspeita da doença. Outras 13 morreram por consequência de insuficiência respiratória. 

    Nesta terça-feira, a Câmara de Manaus entrou no segundo, dos três dias decretados pelo presidente Joelson Silva, como luto oficial em solidariedade às vítimas da pandemia.


    *Com informações da assessoria