Fonte: OpenWeather

    PEDIDO ESTRANHO


    MPE-AM quer criar cargos com salários superiores a R$ 30 mil

    Classificados pelo deputado Serafim Corrêa como irresponsabilidade, os projetos começaram a tramitar nesta quinta (14), na Aleam

    Manaus - Em plena maior crise sanitária da história, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), enviou a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) três projetos de lei complementar (PLC) que pedem a criação de cargos em Manaus e no interior, com salários que chegam a custar mais de R$ 30 mil. Ao classificar como irresponsabilidade, nesta quinta-feira (14), o deputado Serafim Corrêa (PSB) pediu ao MPE que retire os PLC da pauta da Aleam.

    “É uma responsabilidade nossa, dos 24 deputados, para que possamos superar isso e possamos fazer uma pauta positiva. Além disso, temos que evitar novas pautas negativas. Ontem, na pauta de tramitação, estavam três projetos do Ministério Público Estadual criando novos cargos”, alertou Serafim.

    O deputado afirmou que a criação de cargos neste momento de pandemia, que já matou quase 13 mil pessoas no país e que ameaça a economia global, é um grande equívoco. “Estamos vivendo a pandemia mais grave dos últimos 100 anos. Nessa hora, o MP envia três projetos criando novos cargos. Não é hora de se criar novos cargos. Quero fazer um apelo ao MP para que retire esses três projetos”, ponderou.

    O líder do PSB na ALE-AM disse não é o momento de desgastes, mas de buscar esforços para a superação da Covid-19. “Caso o MP insista para que os projetos tramitem, ou rejeitaremos os projetos ou aprovaremos. Faço de público o meu apelo para que retire essas matérias. Não queremos desgastar o MP e muito menos desgastar a instituição a qual pertenço. Votarei contra a criação de novos cargos”, concluiu.

    Procurado pelo EM TEMPO, até o fechamento desta edição o MPE-AM não se posicionou a respeito da crítica feita pelo deputado Serafim e nem justificou a necessidade da criação dos cargos.


    *Com informações da assessoria