Fonte: OpenWeather

    ELEIÇÕES 2020


    Eleições devem ocorrer entre 15 de novembro e 20 de dezembro

    Afirmação é do presidente TSE, ministro Luís Alberto Barroso, com base nas previsões de especialistas em saúde

    Presidente do TSE praticamente descartou as eleições em outubro | Foto: Nathalie Bohm/TV Cultura

    Manaus – Pré-candidatos em Manaus declararam apoio a mudança da data das eleições municipais deste ano, por conta dos riscos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, afirmou em entrevista ao Roda Viva, na segunda-feira (15), que o pleito deve acontecer entre os dias 15 de novembro e 20 de dezembro.

    Pela constituição, eleições devem ocorrer no primeiro domingo de outubro
    Pela constituição, eleições devem ocorrer no primeiro domingo de outubro | Foto: divulgação

    A alteração está sendo discutida entre um grupo de especialistas em saúde, os presidentes da Câmara e do Senados e as lideranças partidárias. Segundo Barroso, os especialistas preveem uma queda na curva de crescimento da pandemia entre agosto e setembro, portanto haveria a possibilidade de realizar as eleições na janela entre 15 de novembro e 20 de dezembro. As datas exatas da realização do primeiro e segundo turnos, entretanto, ainda não estão definidas.

    O ex-governador do Amazonas David Almeida (Avante), pré-candidato a prefeito de Manaus, concorda com a mudança do tradicional primeiro domingo de outubro, em razão da preservação da vida das pessoas. Segundo ele, às eleições municipais, que por natureza geram aglomerações, não podem por capricho, serem motivos de nova onda de contaminação e óbitos por Covid-19.

    David Almeida avalia que mudança é necessária por conta dos riscos da pandemia
    David Almeida avalia que mudança é necessária por conta dos riscos da pandemia | Foto: Divulgação

    Para David Almeida, a eleição deve ser sim transferida para novembro ou dezembro deste ano, mas isso não quer dizer que se os mandatos dos atuais prefeitos sejam prorrogados para 2021. "Mudar a data é necessário diante da evolução da curva da pandemia. Mas, as previsões também são claras ao ponto de que não será necessário a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos", diz.

    David Almeida elogiou decisão anterior do TSE, de permitir a realização das convenções partidárias, por meios digitais. "A pandemia da Covid-19 mudou as formas das relações humanas e de tempo. Agora, temos que nos adaptar. Nesse campo, vejo que é perfeitamente possível a realização das convenções on-line. Hoje, quase tudo se faz usando as ferramentas da tecnologia. Eu mesmo tenho reunido diariamente e intensificado os contatos com candidatos, partidos e lideranças, tudo por aplicativo, nada presencial", conta.

    Sensatez

    Escolhido recentemente para representar o Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições para prefeito de Manaus, o deputado federal José Ricardo considera que, se acertada, a decisão de transferir a data das eleições é sensata e conta com o seu apoio. “Não podemos arriscar aglomerações nas ruas tão cedo. Precisamos garantir a saúde da população. Acredito que, desde que seja ainda este ano, a mudança é positiva”, revela.

    José Ricardo disse que decisão de transferir a data é sensata
    José Ricardo disse que decisão de transferir a data é sensata | Foto: Divulgação/Câmara

    O deputado afirma que seu trabalho como parlamentar continua e que, mesmo em meio aos períodos de eleições e campanhas, ele nunca deixa de trabalhar. “Mesmo com as alterações, eu continuo apoiando, votando e defendendo projetos para gerar empregos e ajudar os trabalhadores. Nesse momento, precisamos tomar as decisões mais seguras para todos”, assegura.

    Se adiadas as eleições, será mantida uma preocupação de ministros e presidentes da Câmara do Senado: a realização do pleito ainda em 2020. “A constituição veda uma segunda reeleição e cerca de 20% dos prefeitos já estão terminando o segundo mandato. Portanto, em violação à constituição, daríamos um terceiro mandato a esses prefeitos”, avalia Barroso.

    Além da mudança na data, o Barroso prevê, sem dar maiores detalhes, alterações na rotina das eleições. O ministro adiantou que se cogita estender o período de votação e separá-lo em turnos para evitar aglomerações nos locais de votação. “A saúde pública é a nossa principal preocupação, logo atrás vem a preservação da democracia”, afirma.

    Veja mais:

    PT nacional define José Ricardo com pré-candidato do partido em Manaus

    Eduardo Braga garante que eleição municipal ocorrerá este ano

    Pré-candidatos se desvinculam de cargos públicos para disputar eleição