Fonte: OpenWeather

    Educação


    Ministro da Educação deixa o governo Bolsonaro

    Abraham Weintraub anunciou a saída em suas redes sociais

    Abraham Weintraub deixa o cargo de ministro | Foto: BBC

    O Ministro da Educação Abraham Weintraub deixa o cargo a partir desta quinta-feira (18). A decisão foi comunicada pelas redes sociais. O vídeo publicado por Weintraub, em que o ministro aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

    "A confiança você não compra, você adquire. Todos que estão nos ouvindo agora são maiores de idade, sabem o que o Brasil está passando. E o momento é de confiança. Jamais deixaremos de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo quiser", afirma Bolsonaro no vídeo.

    Weintraub assumiu o cargo em abril de 2019, após a saída de Ricardo Vélez Rodríguez, e permaneceu no posto por 14 meses.

    No período que assumiu a pasta, acumulou desafetos e disputas públicas com diversos grupos sociais. Uma delas foi a  comunidade judaica e a representação da China no Brasil. A polêmica mais recente surgiu após a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, no Palácio do Planalto. No encontro com o presidente Bolsonaro e outras autoridades do Executivo federal, Weintraub defendeu a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), a quem chamou de "vagabundos".

    Leia Mais

    Weintraub deve deixar o Ministério da Educação nesta quinta (18)

    Weintraub deve pedir demissão do Ministério da Educação, diz coluna