Fonte: OpenWeather

    Saúde Amazonas


    AM já pagou quase R$ 1 bilhão para empresas de saúde, diz governo

    Governo informo que entre janeiro de 2019 e junho de 2020, o Governo do Amazonas pagou R$ 976.461.298,04 às empresas da área de saúde no Estado

    Wilson Lima destinou quase um bilhão a empresas de saúde
    Wilson Lima destinou quase um bilhão a empresas de saúde | Foto: Divulgação/ secom

    Manaus - Entre janeiro de 2019 e junho de 2020, o Governo do Amazonas pagou R$ 976.461.298,04 às empresas da área fim que prestam serviços nas unidades da Rede Estadual de Saúde – empresas de serviços médicos, de enfermeiros e de técnicos de enfermagem.

    Os valores pagos são referentes aos serviços prestados em 2020 e 2019, mas também alcançam os passivos de 2018, gestão anterior ao governo Wilson Lima.

    Destaque para os pagamentos de 2019, que somam R$ 692.316.423,44 e apontam que o Governo do Estado está buscando o equilíbrio nas pendências com os prestadores de serviços do setor.

    De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), o passivo de 2019 com as empresas médicas e de enfermagem hoje é mínimo, cerca de 1,6%, marca que há muito tempo não era alcançada.

    Foram pagos também R$ 135.242.032,64 por serviços prestados em 2018. Os pagamentos de 2020 somam R$ 148.902.841,96 e devem ser a prioridade no momento.

    Processos de pagamento

    A secretária de Estado de Saúde, Simone Papaiz, afirma que segue determinação do governador Wilson Lima para melhorar os processos de pagamento no setor de saúde.

    Segundo ela, a ordem na secretaria é de reduzir ao máximo o tempo de processamento dos pagamentos das empresas que prestam serviços para a saúde, passando a licitar todos os processos que hoje estão com o status de indenizatório, que atrasa ainda mais os pagamentos. “O ideal é que a gente realize o pagamento no mês subsequente à prestação do serviço. Historicamente, a média de tempo tem sido de 90 dias, que é o tempo legal e contratual, mas observamos os contratos indenizatórios demoram mais para serem tramitados e esse acúmulo de competência compromete o ano seguinte e consequentemente os investimentos”., disse a secretária.

    Pagamentos

    Em abril, o governador Wilson Lima determinou que fosse feito o levantamento das dívidas das empresas médicas e de serviços de enfermagem para que os passivos pudessem ser atualizados o quanto antes.

    A maior fatia dos R$ 976.461.298,04 pagos ficou para as 23 empresas de serviços médicos. Juntas, elas receberam R$ 701.675.201,83. As 20 empresas de enfermagem e de técnicos de enfermagem receberam R$ 274.786.096,21.

    A partir de janeiro de 2020, a Susam passou a fazer a contratação direta de técnicos de enfermagem, pondo fim ao contrato com empresas dessa modalidade. Desde então, 3.520 técnicos de enfermagem recebem em folha, o que também justifica a redução nos valores do ano corrente.

    Melhorando os fluxos

    A melhoria dos processos de pagamento também passa pela reorganização e modernização dos fluxos de processos internos dentro da secretaria. A medida faz parte das ações da nova gestão da secretaria para tornar mais ágeis seus processos e também aumentar a transparência das ações. A ordem é tornar mais ágeis os processos da área meio, principalmente os de pagamentos dos prestadores de serviço da saúde.

    Ver mais:

    Wilson Lima diz que indústria do AM está otimista com recuperação

    Pré-candidatos se desvinculam de cargos públicos para disputar eleição

    Repasse de R$ 2,6 milhões fortalecerá assistência social no AM