Eleições 2020


Após ataques, Arthur Neto destaca preocupação com sucessores em Manaus

O prefeito de Manaus afirmou em redes sociais estar preocupado com o nome a ser escolhido para governar a capital nas eleições 2020

Arthur acredita que ataques e ofensas não são capazes de convencer o eleitorado
Arthur acredita que ataques e ofensas não são capazes de convencer o eleitorado | Foto: Divulgação

Manaus -  A pouco mais de três meses das eleições municipais, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), demonstrou preocupação com os nomes que devem assumir o poder Executivo após sua saída. Em vídeo publicado em suas redes sociais, neste domingo (6), Arthur afirma estar espantado com a nova forma de fazer política, que tem se consolidado através de ofensas gratuitas sendo destinadas a ele e sua família. Para o prefeito, Manaus precisa de um gestor alinhado em continuar os projetos iniciados e, ao mesmo tempo, interessado em manter o equilíbrio financeiro.

Na publicação, Arthur Neto relembrou suas vivências nas corridas eleitorais em que participou e destacou que nunca precisou ofender nenhum de seus adversários para convencer a população de que deveria ser eleito. Para ele, os ataques são covardes e não vão ajudar os candidatos a conquistarem o eleitorado.

“Enfrentei muitas lutas, duras lutas, nesses mais de 40 anos de vida pública. Fui o principal opositor do governo Lula, mas nunca ataquei sua família e nem ele a minha. Existia um limite, existia o respeito. Não sou candidato a nada e me causa espanto essa nova forma de fazer política com bravata. Aprendi a defender meus ideais com coragem, ao ponto de apanhar de ditadores pela liberdade e pela democracia”, contou.

O prefeito destacou estar surpreso com os ataques que adversários políticos estão fazendo à sua família e que a situação causa preocupação sobre  que mãos cairá a prefeitura de Manaus, após sua saída.

“Fico espantado com o clima. Estou vendo uma enorme preocupação que, por um lado me deixa intrigado e, por outro é expressão de medo, rancor, insultos gratuitos. Pessoas que cansaram de desfilar pela minha casa pedindo favores e hoje me atacam. Fico estarrecido. Nem que eu fosse candidato se justificaria imaginar que se convence alguém desse jeito. Não sei a que levam esses insultos. Eu não vou me conformar de passar Manaus para uma mão pouco responsável”, frisou o prefeito.

Confira o vídeo: 


Bastidores

Após desistir da campanha, Hissa passou a atacar Neto
Após desistir da campanha, Hissa passou a atacar Neto | Foto: Lucas Silva

Arthur não citou os nomes de adversários que estariam o atacando, mas segundo informações dos bastidores as críticas são direcionadas para o seu ex-vice-prefeito, Hissa Abrahão (PDT), que recentemente acusou Neto de desvio de dinheiro público e fez críticas a sua gestão em suas redes sociais.

“É sabido que o Prefeito Arthur sofre, tal qual o toxicodependente em busca da próxima dose, de transtorno obsessivo e compulsivo por desvio de dinheiro público, (crio aqui a sigla TOC-DP) que fica evidente em suas obras de custos astronômicos e em suas paradas de ônibus que custam até 8 vezes o valor de mercado. Sem contar a quantia irreal de incríveis 1 bilhão supostamente gastos na saúde, embora não se tenha visto melhora alguma nos serviços", declarou.

Na semana passada, Hissa entrou para a lista de nomes que desistiram da candidatura a prefeito. O ex-vice-prefeito passou a apoiar a candidatura de Ricardo Nicolau (PSD), no entanto não afirmou se irá compor a chapa majoritária do pré-candidato como vice. 

Leia Mais: 

David Almeida é o único candidato que pode derrotar Amazonino

Marcelo Amil é confirmado pelo PCdoB como candidato a prefeito