ELEIÇÕES 2020


David Almeida cresce em pesquisa e confirma Rotta como vice

Pesquisa eleitoral do Instituto Projeta apontou David Almeida a frente de Amazonino, em um eventual segundo turno

David afirmou que a aliança com Rotta tem como meta compartilhada o desenvolvimento de Manaus | Foto: Dhyeizo Lemos

David afirmou que a aliança com Rotta tem como meta compartilhada o desenvolvimento de Manaus
David afirmou que a aliança com Rotta tem como meta compartilhada o desenvolvimento de Manaus | Foto: Dhyeizo Lemos

Manaus - No mesmo dia em que o pré-candidato a prefeito de Manaus, ex-governador David Almeida (Avante) anunciou Marcos Rotta (DEM) como o pré-candidato a vice-prefeito da sua chapa, uma nova pesquisa eleitoral, divulgada nesta quarta-feira (9), diz que David venceria Amazonino Mendes (Podemos), em eventual segundo turno. Estudo do Instituto Projeta Pesquisa de Mercado apontou crescimento das intenções de votos de Almeida, no primeiro turno e mostrou ele na frente em um cenário de segundo turno, com 39,7% contra 38,3%, de Mendes.

A aliança entre David e Rotta já vinha sendo construída desde os primeiros dias do mês de setembro e o anúncio da posição de pré-candidato a vice-prefeito foi feito nesta quarta, durante coletiva de imprensa realizada no Comfort Hotel Manaus, bairro Distrito Industrial I, Zona Sul, com a presença dos partidos aliados como o PTC, PMB, Pros e o DEM. A expectativa de Almeida é que outros partidos apoiem a candidatura nos próximos dias.

O pré-candidato afirmou que a aliança com o colega ex-deputado tem como meta compartilhada o desenvolvimento da cidade de Manaus. “Rotta tem uma longa experiência política e administrativa. Nossos princípios estão acima dos nossos interesses, e é isso que nos une: a vontade de fazer a capital crescer", argumentou.

David usou o momento para reafirmar que não terá o apoio das máquinas públicas e nenhuma relação política com o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) ou com o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB). Em tom firme e sem citar nomes, o pré-candidato afirmou que existem candidatos que "deveriam estar pedindo desculpas aos manauaras, não votos”.

Rotta afirmou que ao contrário das eleições anteriores pode escolher sobre a aliança com o Avante
Rotta afirmou que ao contrário das eleições anteriores pode escolher sobre a aliança com o Avante | Foto: Divulgação

Ao contrário dos rumores, que o atual vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, estaria sendo enfraquecido por disputar as eleições municipais novamente como vice, Rotta disse que não se sente diminuído. Ele afirmou que, diferente das eleições de 2016 e de 2018, desta vez ele participou da decisão e pode dizer sim a chapa com David Almeida. Nas disputas anteriores, o vice do Executivo não pode escolher o seu posicionamento por questões partidárias.

"Tive a honra e o privilégio de ser deputado estadual junto ao David. Não me sinto nem um pouco diminuído de mais uma vez estar na condição de ser vice. Além de saber dos motivos, respeito e compromisso do David com Manaus, desta vez, eu mesmo escolhi estar aqui, muito diferente de anos atrás que não tive a oportunidade", explicou Rotta.

O pré-candidato a vice também observou que ao longo dos últimos anos, como deputado estadual, federal e vice-prefeito, ele adquiriu a experiência necessária para ajudar David Almeida a administrar Manaus em uma verdadeira parceria.

Durante a definição, Almeida chegou a elogiar o presidente estadual do Democratas, Pauderney Avelino, responsável pela articulação entre os partidos. "Manaus só ganha com a vinda dele (Pauderney) para somar conosco nessa campanha. Ele é o homem mais preparado do Estado para defender os interesses da Zona Franca de Manaus", avaliou o pré-candidato.

Com o DEM, Almeida possuiu quatro partidos aliados e busca mais alianças até o fim da pré-campanha
Com o DEM, Almeida possuiu quatro partidos aliados e busca mais alianças até o fim da pré-campanha | Foto: Divulgação

Pesquisa

Horas antes de David Almeida anunciar o seu vice, o instituto Projeta Pesquisa divulgou uma nova pesquisa eleitoral que aponta um crescimento significativo do pré-candidato, se comparado a pesquisas anteriores. O aumento no volume de intenção de votos de David pode ser os primeiros resultados de uma forte articulação política desempenhada pelo ex-governador desde o início da pré-campanha.

No levantamento eleitoral, os pré-candidatos Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante) cresceram em relação à primeira na pesquisa estimulada. Amazonino que tinha 24,82% das intenções de voto, agora aparece com 27,9%. Já David saltou de 12,35% para 16,1% na preferência do eleitorado amazonense.

Na sequência aparecem José Ricardo (PT), com 7,7%; Marcos Rotta (DEM), com 5,7%; Alfredo Nascimento (PR), com 3,6%; Capitão Alberto Neto (Republicanos), com 3,4%; Ricardo Nicolau (PSD), com 2,9%; Coronel Menezes (Patriota), com 2,8%; e Chico Preto (DC) com 2,3%. Os pré-candidatos Romero Reis (Novo) e Orsine Junior (PMN) tiveram menos de 1% das intenções de voto. Aqueles que não souberam ou não responderam somam 14,1% e nulos ou brancos, 12,5%.

Na pesquisa espontânea, pela margem de erro de 3,1% do levantamento, com 5,2%, David Almeida aparece empatado tecnicamente com Amazonino, que registrou 5,7%. O estudo que ouviu 1 mil eleitores, em todas as zonas geográficas de Manaus, foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), sob o número AM-05372/2020. 

A pesquisa questionou ainda os eleitores sobre um possível cenário no segundo turno, onde David Almeida aparece numericamente à frente com 39,7%, contra 38,3% do seu principal adversário. Os que não souberam ou não responderam em quem votariam no segundo turno somam 13,5% e brancos e nulos foram 8,5%.

Leia Mais:

David Almeida anuncia Marcos Rotta como vice nesta quarta-feira (9)

David Almeida é o único candidato que pode derrotar Amazonino