Campanha eleitoral


Comício pode ser alvo de investigação do MPE em Nhamundá

Segundo o MPE, o evento foi marcada por aglomerações e descumprimento das medidas de prevenção à Covid-19

A promotoria eleitoral requisitou a instauração de procedimento investigatório à Polícia Civil para apurar o comício
A promotoria eleitoral requisitou a instauração de procedimento investigatório à Polícia Civil para apurar o comício | Foto: Divulgação

Manaus - O Ministério Público Eleitoral (MPE) propostos que as autoridades policiais e de vigilância sanitária investiguem suposto delito e descumprimento das medidas de prevenção à Covid-19 cometidos durante comício com aglomeração de pessoas no município de Nhamundá.

De acordo com o promotor eleitoral Márcio Pereira de Mello, o comício, promovido pela candidata à Prefeitura de Nhamundá, Marina Pandolfo (PSD), ocorreu no dia 2 deste mês. Nas imagens do evento, é possível identificar que centenas de apoiadores da candidata não utilizavam máscaras ou mesmo respeitavam o distanciamento mínimo.

No despacho, o promotor eleitoral requisita a instauração de procedimento investigatório à Polícia Civil para apurar se a candidata infringiu determinação do poder público de impedir a propagação do novo coronavírus. À Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Márcio Pereira de Melo requisitou a instauração de processo administrativo para apurar o descumprimento do Decreto nº 42.794/2020.

O titular da 43ª Zona Eleitoral convocou os representantes dos partidos políticos e coligações locais para reunião, a ser realizada no próximo dia 09/10, na sede da Promotoria de Justiça de Nhamundá.

*Com informações da assessoria 

Leia Mais:

Operação da PF no Amazonas é pauta principal em debates na Aleam

Deputado propõe divulgação de desaparecidos em shopping centers