Segurança Alimentar


Alessandra pede reabertura de restaurantes universitários no interior

Segundo a deputada, muitos acadêmicos não possuem condições de se alimentar corretamente fora da universidade

Manaus -  Atendendo ao apelo de alunos que frequentam as unidades da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) no interior do estado, a deputada Alessandra Campêlo (MDB) pediu a reabertura imediata dos restaurantes universitários em municípios onde a universidade está presente. O pedido de apoio foi solicitado pela deputada durante sua fala na subiu à tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas, nesta quarta-feira (14). 

A parlamentar citou a iniciativa da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), que desde o início da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, se prontificou em distribuir kits de alimentação para os alunos da rede estadual de ensino.

Segundo Alessandra, é na universidade que muitos estudantes fazem sua principal refeição, com preço acessível e qualidade. 

“Da mesma forma que a UEA está comprando e distribuindo chips de internet para que os alunos assistam às aulas de forma remota, gostaria que o reitor desse acesso aos restaurantes no interior do estado. Aqui na capital temos restaurantes populares, mas nesses municípios, não. Durante a pandemia, muitos perderam os empregos e não tem condições de se alimentar corretamente. Precisamos garantir a segurança alimentar deles”, disse. 

Além da alimentação, Alessandra solicitou a abertura dos laboratórios de informática, bibliotecas e áreas comuns para que os estudantes possam desenvolver suas atividades acadêmicas com o suporte tecnológico necessário, observando sempre as medidas sanitárias e de distanciamento. 

Ainda na tribuna, a parlamentar destacou o ambulatório criado no hospital e pronto-socorro Delphina Aziz, que vai atender pacientes adultos e infantis que ficaram com sequelas causadas pela Covid-19.  O serviço começou a funcionar em outubro e vai atender pacientes que se recuperam da doença e seguem sendo atendidos na própria unidade.

No ambulatório, os pacientes devem realizar atividades de melhoria de fluxo respiratório, com condicionamento respiratório adequado. 

Até o final do ano, esse serviço será reforçado com a inauguração do centro especializado em reabilitação, que ficará atrás do Delphina Aziz. 

Estamos nos preparando e saindo na frente para uma fase de pós-pandemia. A doença deixa sequelas mesmo em casos leves e é importante que trabalhemos na atenção a essas pessoas.

*Com informações da assessoria 

Leia Mais:

Deputada Alessandra se destaca na defesa da mulher no Amazonas

Aleam aprova PL que reforça proteção de mulheres com medida protetiva

Alessandra Campêlo pede isenção de ICMS de armas para policiais no AM