Fonte: OpenWeather

    Disputa


    Eleições nos EUA chega a 100 milhões de votos antecipados

    Os eleitores tem até esta terça-feira (3) para escolher o candidato que irá governar o país por quatro anos

    O voto antecipado foi possível por causa da pandemia do novo coronavírus
    O voto antecipado foi possível por causa da pandemia do novo coronavírus | Foto: Reprodução

    Em uma eleição história, cerca de 100 milhões de americanos votaram antecipadamente na eleição presidencial dos Estados Unidos. A marca representa cerca de 72% dos votos angariados em 2016.

    Esta terça-feira (3) é o último dia para os eleitores escolherem o candidato que vai governar o país por quatro anos. O voto antecipado foi possível por conta da pandemia do novo coronavírus.

    De um lado, o ex-vice-presidente e candidato pelo partido Democratas a presidente dos EUA, Joe Biden, tem vantagem nas pesquisas de intenção de voto.

    Segundo o site  FiveThirtyEight, a probabilidade de Biden ganhar é de 89%. Nesse caso, a chance do presidente Donald Trump (Republicanos) ficar mais quatro anos no poder é de uma em 10.

    Nesse domingo (1°) Trump falou que vai dar início a batalhas judiciais em torno da apuração de votos. Ele não tem dado crédito à votação via correio.

    “É terrível que não possamos saber os resultados na noite da eleição”, disse Trump, em referência à decisão da Suprema Corte que permite contagem de votos em alguns estados após esta terça.

    “Assim que a eleição acabar, na mesma noite, vamos entrar com nosso advogados”, assinalou o presidente norte-americano, que viajou por ao menos cinco estados nesse último fim de semana.

    Em resposta às alegações do rival, Biden disse que “o presidente não irá roubar esta eleição”.

    * Com informações do site Metrópoles

    Leia mais: 

    Donald Trump planeja declarar vitória prematura na noite da eleição

    Eleições americanas: candidatos intensificam campanha na reta final

    Biden diz que 'Trump não roubará as eleições' nos EUA