Segundo turno


Em Manaus, David e Amazonino se consolidam no segundo turno

Com 23,91% dos votos válidos, Amazonino Mendes enfrenta o concorrente David Almeida, com 22,36%

Com 23,91% dos votos válidos, Amazonino Mendes enfrenta o concorrente David Almeida, com 22,35%
Com 23,91% dos votos válidos, Amazonino Mendes enfrenta o concorrente David Almeida, com 22,35% | Foto: Reprodução

Manaus – Após 100% das urnas apuradas no primeiro turno das eleições municipais em Manaus, o candidato Amazonino Mendes (Podemos), que recebeu 23,91% dos votos (234.088), vai para segundo turno com David Almeida (Avante), com 22,36% dos votos válidos (218.929), totalizando uma diferença de 15.159.O confronto, que já era apontado pelas pesquisas eleitorais, agora se concretiza e, segundo especialista, será decidido pela presença dos candidatos em entrevistas e debates. 

Com campanha atípica, em plena crise pandêmica, os 11 candidatos tiveram que adotar estratégias diferentes para conquistar os eleitores. Desde o início da campanha e nas pesquisas, os candidatos David  e Amazonino apareceram como principais nomes para o segundo turno.

Nas primeiras pesquisas, David registrou 17% das intenções de votos. Nos próximos levantamentos, o candidato do Avante subiu no percentual, chegando aos 22,35%, o equivalente a 215.644 eleitores. Já Amazonino, na primeira pesquisa, tinha 24% das intenções de voto; na segunda, o percentual aumentou, chegando a 27% e depois caiu para 23%. Mesmo assim, o candidato alcançou os 23,91%, equivalente a 230.738 eleitores no resultado final do primeiro turno. 

A caminho do segundo turno

O candidato da coligação Avante Manaus acompanhou a apuração dos votos em sua casa, no Morro da Liberdade, ao lado do seu vice-prefeito, Marcos Rotta (Democratas), além de apoiadores e membros de sua equipe. Em entrevista coletiva à imprensa, o candidato disse que a partir de agora, vai por em prática seu planejamento para o segundo turno. 

“Manaus vai ser uma cidade melhor para se viver. Nós estamos no segundo turno e vamos debater ideias e propostas para a cidade. Já tenho planejamento, estratégia e estou pronto para executar nessa nova etapa. Os números foram surpreendentes e comprovaram a necessidade que os manauaras têm de mudança. De ter um prefeito com mais do que promessas. Nós seremos, eu é o Marcos Totta, prefeitos de compromissos com a cidade de Manaus. As urnas referendaram esse sentimento e nós não vamos desapontar a nossa cidade”, afirmou David. 

O ex-governador do Amazonas adiantou, ainda, seus planos sobre possíveis apoios para a disputa pelo segundo turno e disse que com um tempo igual de televisão, ele poderá alcançar ainda mais os eleitores. “Eu quero o apoio e o voto de todos os eleitores e de todos os candidatos. Com relação a apoio ainda vamos analisar, essas possíveis serão tratadas a partir de amanhã. Fora isso, sinto que a população entendeu os nossos projetos e propostas que vamos discutir para Manaus”, completou o candidato.

Já Amazonino, que deixou o comitê de comemoração nas mãos do candidato a vice-prefeito, Wilker Barreto (Podemos), realizou um pronunciamento virtual por meio das redes sociais e disse que agora, inicia uma nova eleição. “Como estava previsto, nós chegamos ao segundo turno. É uma outra eleição, mas é muito importante eu dizer, extravasar o que eu estou sentindo agora. Vocês ainda reconhecerem o guerreiro, o lutador e estarem me dando a honra de uma nova disputa".

Defendo a ausência do candidato na ocasião, Wilker fez uma comparação do candidato com o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, “Temos o Biden como exemplo. O que seria mais difícil, governar os EUA ou Manaus? Amazonino é um técnico que entende como a cidade funciona. Precisamos de uma figura de autoridade para colocar a máquina da prefeitura para funcionar", respondeu o vice.

Análise do cenário

Em entrevista a Rede Tiradentes, o empresário na área de marketing e comunicação, Durango Duarte, afirmou que o segundo turno das eleições será definido, principalmente, pelo tempo de TV e rádio, além dos debates e entrevistas com os candidatos.

“Precisamos analisar o cenário como um todo, o que definirá esse turno será: tempo de TV e rádio, os debates, inúmeras entrevistas e apoio dos demais candidatos. No entanto, resta saber, o Amazonino irá aos debates? Irá está presente nas entrevistas? É um cenário que precisa ser analisado", declarou Durango.

Além disso, o empresário analisou que, o apoio dos candidatos que não se elegeram poderá ser inexistente para os candidatos do segundo turno. "Acredito que eles não devem declarar apoio a alguém, mas vai depender da capacidade de negociação de ambos”, finalizou. 

Conhecidos na política

Com 24 anos de vida pública, David Almeida (Avante) foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, sendo eleito, pela primeira vez, em 2006, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Em 2017, Almeida ocupou o cargo de ex-governador do Amazonas e, este ano, segue na disputa pela Prefeitura de Manaus.

Já o candidato Amazonino Mendes (Podemos), atuou como prefeito de Manaus por três vezes. A primeira entre 1983 e 1986, em 1993 a 1994 e de 2009 a 2012. Também foi governador do Estado por três mandatos. De 1987 a 1990, de 1995 a 1998 e de 1999 a 2002.

Outros candidatos

Em terceiro lugar ficou o candidato José Ricardo (PT), que recebeu 14,28% dos votos. Em quarto lugar, o ranking mostrou o candidato Ricardo Nicolau (PSD), com 12,08%. Em quinto, a colocação ficou com o candidato do Patriota, Coronel Menezes, com 11,32%. 

Veja mais:

Bocas de urna sugerem David e Amazonino no 2º turno

Com 60% das urnas apuradas, Amazonino e David disputam segundo turno

David Almeida e Rotta assistem apuração no Morro da Liberdade