Fonte: OpenWeather

    Prevenção


    TSE faz testes preparatórios para segundo turno das eleições

    Com as medidas, o TSE alertou que o site do tribunal e dos tribunais regionais eleitorais poderão sofrer instabilidades

    Os testes são necessários para preservar a segurança dos sistemas de totalização e divulgação dos resultados da votação
    Os testes são necessários para preservar a segurança dos sistemas de totalização e divulgação dos resultados da votação | Foto: Divulgação

    Brasil - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que iniciou na noite na última quinta-feira (26) os testes preparatórios de infraestrutura para o segundo turno das eleições municipais, que será realizado no domingo (29).

    Com as medidas, o TSE alerta que o site do tribunal e dos tribunais regionais eleitorais poderão sofrer instabilidades e eventuais indisponibilidades entre 23h e 4h. 

    Segundo o tribunal, o trabalho é realizado em todas as eleições devido ao crescimento de acessos de eleitores em busca de informações sobre o pleito.

    Além disso, os testes são necessários para preservar a segurança dos sistemas de totalização e divulgação dos resultados da votação. 

    No domingo, eleitores de 57 municípios voltam às urnas para o segundo turno. Devido aos problemas de instabilidade ocorridos no primeiro turno, o aplicativo e-Título poderá ser baixado somente até as 23h59 deste sábado (28). Por meio do aplicativo, o eleitor pode justificar ausência na votação.

    Pane no sistema 

    Um dia após o atraso na divulgação dos dados sobre o primeiro turno das eleições municipais, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que a demora na entrega de equipamentos por parte da empresa Oracle, em razão da pandemia, impediu a realização de testes prévios no sistema. Os equipamentos, segundo Barroso, deveriam ser entregues em março, mas chegaram somente em agosto.

    "Essa demora impediu que nele se realizassem os testes prévios com reprodução do exato ambiente das eleições. Aí origem do problema, e a pandemia ademais trouxe dificuldade de interação humana o que acarretou complexidade a todo o processo", disse.

    No entanto, na mesma semana da afirmação do ministro o TSE assegurou que o atraso na apuração e divulgação dos votos não deve ocorrer no segundo turno das eleições. 

    A afirmação foi divulgada por meio de uma nota técnica divulgada pelo TSE, na qual a Corte também garante que o problema está sendo resolvido. 

    “Equipes técnicas do TSE e da Oracle entendem que a falha no plano de execução no primeiro turno não se repetirá no segundo turno, em 29 de novembro, tendo em vista que o otimizador já está calibrado para processar um volume maior de informações de forma célere”, diz o relatório. 

    Leia mais:

    Ministro Luís Roberto Barroso associa pane do TSE à falta de testes

    TSE garante que não ocorrerá atraso nos resultados do segundo turno

    TSE orienta eleitores a não baixarem e-Título no dia da votação