Fonte: OpenWeather

    Segundo turno


    David e Amazonino se enfrentam no segundo turno

    Novamente, os postulantes disputam os votos do eleitorado que devem ir às urnas neste domingo (29) para escolher o próximo prefeito de Manaus

    Os postulantes têm históricos diferentes da política amazonense
    Os postulantes têm históricos diferentes da política amazonense | Foto: Divulgação

    Manaus - Após percorrerem a campanha eleitoral de segundo turno mais curta da história, os candidatos Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante) disputam, novamente, o voto do eleitorado manauara neste domingo (29), que deve decidir quem comandará o Executivo municipal nos próximos quatro anos.

    Desde a pré-campanha, David Almeida e Amazonino Mendes disputavam a preferência do eleitor nas intenções de votos das pesquisas eleitorais realizadas na capital do Estado. E, mesmo após 11 nomes se lançarem na corrida eleitoral para disputar a sucessão do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), o cenário apontado nas pesquisas foi confirmado e os postulantes seguiram na disputa.

    Os postulantes têm históricos diferentes da política amazonense. Amazonino traz na carreira política vitórias históricas no passado e derrotas expressivas na última década, enquanto o adversário David Almeida desponta nas últimas votações.

    Trajetória

    Nos últimos 26 anos, Amazonino disputou sete eleições, sendo cinco para governador do Amazonas e duas para prefeito de Manaus. O retrospecto de Amazonino Mendes na corrida eleitoral para Prefeitura de Manaus tem uma derrota no segundo turno das eleições de 2004, quando Serafim Corrêa recebeu maioria dos votos.

    Depois de um período de aposentadoria política, Amazonino ressurgiu em 2017 na eleição suplementar para governador do Amazonas, quando venceu o pleito com mandato até final de 2018. Porém, é nos últimos anos que a trajetória política de Amazonino Mendes começa a declinar nas votações. O ex-governador disputou a eleição de 2018 e perdeu para estreante na política, o atual governador Wilson Lima (PSC). No mesmo pleito, David Almeida concorreu pela primeira vez ao cargo de governador do Estado e ficou na terceira colocação com 417.203 votos.

    David Almeida teve trajetória com votações expressivas. Foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, sendo eleito pela primeira vez em 2006. Por ser presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), David chegou a exercer cargo de governador interino do Amazonas após cassação de José Melo. 

    Agora, em 2020, mais uma vez Amazonino Mendes e David Almeida se enfrentarão nas urnas, no entanto, será o primeiro embate direto em segundo turno entre os dois políticos.

    No primeiro turno, Mendes ficou na liderança do pleito e recebeu 23,91% (230.738) dos votos e David 22,35% (215.644). Entretanto, a disputa para prefeito de Manaus no segundo turno segue indefinida. 

    Campanha Eleitoral

    A campanha eleitoral foi retomada no dia 16 de novembro. No total, foram apenas duas semanas para que os candidatos conquistassem o voto dos eleitores de candidatos derrotados no primeiro turno e se mantivessem na preferência do eleitorado já conquistado.

    Com 10 minutos de tempo de TV, os candidatos usaram o programa eleitoral gratuito para reforças suas estratégias ao eleitorado. David Almeida optou por usar o espaço para ressaltar propostas como os programas Auxílio Manauara, o Prato do Povo e o Prato da Criança, além do programa “Casa para todos”. 

    Já Amazonino Mendes usou o tempo televisivo para reforçar programas socioambientais, auxílio financeiro e agradecimento à população.

    Leia mais:

    Próximo prefeito pode ter dificuldades para realizar promessas

    David e Amazonino disputam eleitores de candidatos derrotados

    Com 25 vereadores novatos, CMM tem mais de 60% de renovação