Fonte: OpenWeather

    Fiscalização


    PL obriga gestores a assumirem responsabilidade sobre obras inacabadas

    A proposta prevê ainda que os governantes expliquem os motivos pelos quais as obras foram abandonadas e os prejuízos da paralização

    Segundo o deputado estadual Delegado Péricles o projeto dá a população informações que são de seu interesse
    Segundo o deputado estadual Delegado Péricles o projeto dá a população informações que são de seu interesse | Foto: Divulgação

    Manaus - Governantes do Estado podem assumir a responsabilidade por obras iniciadas durante suas respectivas gestões e, ainda, expliquem os motivos pelos quais elas foram abandonadas e os prejuízos da paralização, o Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) é de autoria do deputado estadual Delegado Péricles (PSL) e foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) na última semana.

    “Nosso Estado está repleto de obras abandonas, inacabadas, que além de não terem sido concluídas, sequer tiveram justificativa apresentada para tal descontinuidade.  A transparência é postura importantíssima no combate à corrupção, a má gestão do dinheiro público. Não dá mais para aceitarmos que iniciativas sejam abandonadas e que os benefícios à população sejam ignorados a ponto de quem a idealizou ou quem assumiu gestão posterior, não assuma o compromisso de assumi-la”, afirmou o parlamentar.

    De acordo com o PL, a administração pública deverá dar publicidade às obras de sua responsabilidade anualmente, por meio do Portal da Transparência, da rede mundial de computadores e, ainda, encaminhá-las na forma tradicional aos órgãos de controle.

    “O Projeto de Lei apenas dá à população as informações que são de seu interesse. O dinheiro utilizado nessas obras é público, o interesse no nome das empresas contratadas para a execução deles também. Corrupção a gente combate diariamente e, como fiscalizador e legislador, conquistar essa obrigatoriedade será vitória para a boa administração pública, para a população”, concluiu Péricles.

    O Projeto de Lei foi aprovado na CCJR e agora tramitará nas comissões especiais até ser encaminhada para votação em plenário.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Relatório da CPI da Saúde é entregue ao Ministério Público

    CPI da Saúde entrega relatório à CGE e encerra processos indenizatório

    Operação da PF no Amazonas é pauta principal em debates na Aleam