Fonte: OpenWeather

    Aleam


    Comissão de Meio Ambiente se destaca por adaptação ao modelo virtual

    A realização de lives nas redes sociais da Comissão foi a ferramenta escolhida para manter a programação em alusão a temáticas importantes

     

    Foram 59 reuniões virtuais durante o período da pandemia
    Foram 59 reuniões virtuais durante o período da pandemia | Foto: Divulgação

    Manaus - A Comissão de Meio Ambiente, Proteção aos Animais e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Caama/Aleam) foi uma das comissões que mais se adaptou ao ambiente virtual na realização de suas atividades em 2020, frente à pandemia do novo Coronavírus: foram 59 reuniões virtuais, com realização de 10 eventos virtuais e participação em 42 eventos virtuais.

    A realização de lives nas redes sociais da Comissão foi a ferramenta escolhida para manter a programação em alusão a temáticas importantes. Na Semana do Meio Ambiente, comemorada anualmente na primeira semana de junho, a programação de lives tratou sobre desenvolvimento sustentável, queimadas, crimes ambientais e a vulnerabilidade da população ribeirinha ao Coronavírus.

    Durante a 2ª edição da “Virada Animal”, entre 1 e 10 de outubro, a Caama fez uma série de lives em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) sobre bem estar animal, animais silvestres no Amazonas, animais em condomínios, proteção animal e legislação aplicada à proteção animal. Já durante a Campanha Dezembro Verde 2020, as transmissões buscaram conscientizar a população sobre o comportamento de cães e gatos, uma das causas para o abandono de animais.

    Em setembro a presidente da Caama, deputada Joana Darc (PL), participou da solenidade de sanção da Lei que autoriza a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) a outorgar as primeiras concessões florestais em Unidades de Conservação do Amazonas, sendo uma alternativa econômica sustentável para o Estado, na medida em que conserva as florestas e promove a geração de renda.

    Após oficio da Caama os animais silvestres do Centro de Estudos dos Quelônios da Amazônia (Cequa) que estavam tendo dificuldades de acesso à alimentação por questões burocráticas com a empresa fornecedora de alimentos tiveram o fornecimento de alimentos normalizados em abril do ano passado.

    Segundo funcionários do Centro, a empresa estava com contrato suspenso e que, por este motivo, os animais estavam sem os alimentos adequados. Com isso a Caama se mobilizou em março com uma campanha por meio das redes sociais para doações de frutas e legumes para a alimentação das tartarugas, iaçás, tracajás, jabutis e demais quelônios do local enquanto a situação não se resolvia em definitivo.

    Ainda em março de 2020 a Caama lançou uma campanha de arrecadação de materiais recicláveis, chamada “Reutilize, Ajude e Plante”, na Assembleia, com o recolhimento de garrafas plásticas (Pets), jornais, potes de vidro com tampas, banners e outros materiais recicláveis e à medida em que uma doação era recebida, uma muda de árvore era plantada.

    Avaliando sua atuação à frente da Caama, a deputada estadual Joana Darc (PL), destacou o avanço da proteção animal no parlamento com a construção de políticas públicas. “Quando entramos na vida pública detectamos que não havia nada direcionado à proteção dos animais, e a partir daí fomos apresentando proposituras que pudessem fundamentar e fazer com que pudéssemos alcançar conquistas maiores“, explicou a deputada.

    Joana Darc também lembrou a inserção da proteção animal nas atribuições da Comissão de Meio Ambiente da Aleam como um fator de atualização da Comissão frente à cultura de cuidado pet e a criação de vários Projetos de Lei (PL) que protegem e beneficiam os animais e protetores, além do futuro Hospital Público Veterinário, uma causa abraçada pela parlamentar que foi resultado de muita articulação com o poder público e que deverá ser entregue agora em 2021.

    *Com informações da assessoria

    Veja mais:

    Deputada destaca políticas para PCDs e para causa animal

    Deputada propõe medidas para evitar abandono de gatos com fungo animal

    Idam capacita técnicos em regularização agroambiental