Fonte: OpenWeather

    Colapso


    Bancada amazonense se une para viabilizar entrega de oxigênio no AM

    Os parlamentares se uniram para pedir apoio ao Governo Federal na logística de entrega de oxigênios para o Amazonas

     

    Cargas de oxigênio são transportadas pela Força Aérea Brasileira de outros estados para a capital amazonense
    Cargas de oxigênio são transportadas pela Força Aérea Brasileira de outros estados para a capital amazonense | Foto: Divulgação

    Manaus - Após o agravamento da crise no sistema de Saúde de Manaus, com hospitais e unidades de saúde sem oxigênio para atender aos pacientes na quinta-feira (14), senadores e deputados da bancada amazonense se mobilizaram para viabilizar a chegada de cilindros de oxigênio na cidade. Com os requerimentos de intervenção do Governo Federal, espera-se que a demanda urgente da população seja atendida.

    Ainda na tarde de quinta-feira, 150 cilindros de oxigênio de 10 metros cúbicos chegaram a Manaus, por via área, com o auxílio do Ministério da Saúde, e serão destinados para unidades de saúde em demanda emergencial, na capital e em 23 municípios do estado.

    Os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Eduardo Braga (MDB-AM) pediram a intervenção do Governo Federal para que o Amazonas consiga abastecimento de oxigênio medicinal, afirmando a união dos membros da bancada amazonense em viabilizar soluções para atender à população do estado. “O Amazonas clama por socorro e agora só o Governo Federal com as forças armadas pode abastecer o estado”, disse Omar.

    Braga afirmou que a infraestrutura do Governo Federal seria capaz de auxiliar no combate à covid-19 no Amazonas. O senador explicou que é preciso dar infraestrutura adequada às unidades de saúde para atender aos pacientes.

    "É desesperador ver o nosso povo sofrendo com a falta de oxigênio, com falta de leitos e de atendimento, no momento em que a Covid-19, mais uma vez, invade nosso estado de forma desesperadora e devastadora. Tenho conversado com o ministro da Saúde e tenho dito que a forma que nós temos de ajudar o povo é com o Governo Federal assumindo as rédeas da Saúde Pública", destacou o senador.

    Segundo Eduardo Braga, com essa solução será possível disponibilizar leitos nos Serviços de Pronto Atendimento (SPA's) e garantir o funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS's) 24 horas, assim como a transferência dos pacientes mais graves de Manaus para outros estados, por meio da Força Aérea. Além disso, mais leitos podem ser criados nas salas rosas das unidades hospitalares já existentes. "Somente com insumos, pessoal e estrutura de guerra será possível salvar vidas", ressaltou.

    Na Câmara dos Deputados, os membros da bancada também se concentram na busca pelo apoio federal, como uma forma de atender a demanda o mais breve possível. O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), na tarde de quinta-feira, contatou o Ministério das Relações Exteriores e o presidente da comissão de Relações Exteriores da Câmara, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para solucionar os problemas logísticos que impedem a chegada dos cilindros de oxigênio à capital, com a possibilidade de liberação de uma aeronave capaz de realizar o transporte da carga. 

    “Tanto o ministro quanto o deputado já estão agindo junto à Embaixada Americana para liberar um avião Galaxy, com capacidade para transportar o oxigênio”, revelou Ramos, que reafirmou a dificuldade de conseguir um avião que possa carregar oxigênio para Manaus.

    O deputado afirmou que entrou em contato com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para saber sobre a transferência de pacientes para outros estados, e que Pazuello, por sua vez, garantiu que fará a remoção de pacientes para hospitais federais.

    O deputado federal José Ricardo (PT-AM) afirmou que as cobranças junto ao Governo Federal para dar agilidade e estrutura para atender Manaus de forma prioritária, estão sendo feitas não só pela bancada, mas pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. O parlamentar também destacou o empenho de deputados de outros estados na luta pela vida da população amazonense.

    "Diante dessa situação do colapso do sistema de Saúde da cidade de Manaus e do nosso estado, nós estamos cobrando do Governo Federal as medidas efetivas para atender a população, assim como o governo do Estado e a Prefeitura, e para garantir a oferta de oxigênio. Conversei com o Centro das Indústrias do Estado do Amazonas, para que mais empresas possam disponibilizar oxigênios que têm nas suas fábricas, para colocar à disposição dos hospitais para atender a população", afirmou o deputado.

    Leia Mais:

    Marcelo Ramos diz que adiamento do Enem do Am era inevitável

    Aleam e CMM se articulam para conter contaminação da Covid-19

    David Almeida não descarta lockdown em Manaus, caso situação piore