Fonte: OpenWeather

    Soluções


    Alessandra Campelo propõe audiência pública para o setor cultural

    De acordo com a parlamentar, o setor foi um dos mais prejudicados por conta da pandemia

     

    O requerimento sugere a participação dos secretários municipal e estadual de cultura, governador do estado e prefeito de Manaus
    O requerimento sugere a participação dos secretários municipal e estadual de cultura, governador do estado e prefeito de Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus - Durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira (9), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) afirmou que está solicitando a realização de uma audiência pública para discutir um pacote emergencial para socorrer empresários do setor cultural.

    De acordo com a parlamentar, o setor foi um dos mais prejudicados por conta da pandemia e tanto os empresários quanto os trabalhadores dos segmentos como eventos e turismo precisam sobreviver durante a pandemia, que já dura quase um ano. O requerimento sugere a participação dos secretários municipal e estadual de cultura, governador do estado e prefeito de Manaus para debater medidas de contenção da crise. 

    “Além da crise sanitária, vivemos a crise do desemprego. O setor cultural foi o primeiro a parar suas atividades e é sempre o último a retornar. Precisamos pensar em um recurso específico para este segmento, um edital específico para a realização de eventos online; para qualquer atividade econômica que possa garantir parte do emprego e renda dessas pessoas”, disse. 

    Entre as medidas sugeridas pela parlamentar, está a suspensão do corte de energia elétrica e água e a suspensão da inscrição na Dívida Ativa do Estado para que as pessoas recorram a empréstimos. 

    “Juntos, podemos construir uma proposta que diminua a situação caótica e de desemprego em que se encontram”, completou. 

    Vacinação para as forças de segurança

    Alessandra pediu, ainda, que policiais civis e militares, bombeiros e policiais federais sejam incluídos no grupo prioritário de vacinação assim que a nova remessa de vacina chegar ao Amazonas. 

    “Os policiais fazem parte dos grupos prioritários e espero que na próxima remessa de vacinas sejam incuídos, já que temos agentes nas portas e dentro de hospitais, fazendo a guarda das vacinas. Nossa força de segurança também está na linha de frente”, afirmou.

    FTI

    Sobre a votação do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas (FTI), que deveria ter acontecido na última semana, Alessandra afirmou que os prefeitos que reuniram com o governador Wilson Lima (PSC) deveriam ir até a Aleam para tratar do assunto com os deputados. 

    “Há uma grande discussão política sendo feita sobre essa questão. Um recurso que já poderia estar beneficiando a população do interior do estado está emperrado porque há pessoas que preferem fazer debate político ao invés de resolver o problema. Minha proposta é que os prefeitos estejam aqui de preferência nesta quarta-feira (10) para que isso seja resolvido. Essa briga política só está prejudicando quem mais precisa”, opinou.

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Alessandra Campêlo integra Comissão das Mulheres da UPM

    Justiça prorroga auxílio após ação reforçada por Alessandra Campêlo

    Alessandra Campêlo anuncia metas da Comissão da Mulher na Aleam