Fonte: OpenWeather

    Decreto


    Vereador defende retorno das atividades não essenciais no AM

    De acordo com o PL do parlamentar, ficam reconhecidos novos segmentos como essenciais para a população

     

    O parlamentar também pediu urgência na tramitação do Projeto de Lei número 016/2021
    O parlamentar também pediu urgência na tramitação do Projeto de Lei número 016/2021 | Foto: Divulgação

    Manaus - O vereador William Alemão (Cidadania) utilizou a tribuna nesta segunda-feira (15), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), para defender a reabertura imediata de setores considerados não essenciais, mesmo no período de calamidade pública.

     O parlamentar também pediu urgência na tramitação do Projeto de Lei número 016/2021, de autoria dele, que trata do assunto em questão, com base nos vários problemas sociais, de violência e, principalmente, de desemprego, por conta das referidas restrições.

    De acordo com o documento, ficam reconhecidos como essenciais para população da cidade de Manaus, os seguintes serviços: comércio varejista; bares e restaurantes; salões de beleza; cabeleireiros; barbearias e manicures; shoppings e praças de alimentação; escritórios e empresas nos segmentos de advocacia, contábil, imobiliário; corretagem de seguro e empresas de tecnologia, além de serviços relativos a atividades desportivas em qualquer modalidade.

    “Peço que, tanto o meu projeto quanto o de qualquer outro vereador, que acelere essa volta de forma gradual com restrições, seja logo colocado em pauta, pois estamos vendo a cidade declinar”, argumentou o parlamentar,. 

    *Com informações da assessoria 

    Leia mais:

    Câmara Municipal se prepara para aprovar o 'Auxílio Manauara'

    Feriado de Terça-Feira Gorda de Carnaval é suspenso em Manaus

    Vereador propõe criação de Comissão Municipal de Segurança na CMM